Internacional

ARGENTINA

Del Caño e Myriam Bregman serão os pré-candidatos do PTS em Buenos Aires

Os candidatos à presidência nas últimas eleições pela Frente de Esquerda e dos Trabalhadores (FIT), Nicolas Del Caño e Myriam Bregman, anunciaram na última semana em uma conferência de imprensa no Hotel Castelar, que irão disputar como pré-candidatos a deputados nacionais pelo estado e pela cidade de Buenos Aires, respectivamente. Esta é a proposta do PTS na Frente de Esquerda (1).

segunda-feira 20 de março| Edição do dia

Del Caño colocou que “nem o governo ajustador de Macri, nem a oposição peronista da FPV (Frente para a vitória) e Massa que votam todas as leis no Congresso, e governam em muitos estados aplicando os mesmos planos de ajustes, podem ser uma solução para o povo trabalhador”

“Os trabalhadores temem perder seus empregos. Por isso, enquanto somos parte de todas e cada uma das lutas, batalharemos por uma solução integral do problema do desemprego e da superexploração: que a jornada de trabalho seja reduzida para 6 horas, cinco dias por semana, sem interferir no salário e com um mínimo que cubra o necessário para uma família viver, para que todos tenham trabalho e para que haja tempo para os estudos e lazer. É absurdo que haja mais de um milhão de jovens que não podem nem estudar e nem trabalhar. Não podemos permitir isso.”

Por outro lado, Myriam Bregman destacou a luta que as mulheres vem levando à frente: “não somente na Argentina, mas no mundo todo. No dia 8 de março, voltamos a ser dezenas de milhares exigindo ‘nenhuma a menos’, denunciando o governo nacional, que absurdamente reduziu o orçamento destinado à proteção das vítimas de violência machista. Vamos insistir na aprovação do projeto de lei que apresentamos para declarar a emergência contra a violência de gênero. Também seguiremos na luta pelo direito ao aborto legal, seguro e gratuito, junto com Andrea D’Atri, fundadora do grupo de mulheres Pão e Rosas, um dos principais grupos feministas do país, aqui presente e também pré-candidata pelo estado de Buenos Aires”.

Cristian Castillo, que apresentou a conferência e que será pré-candidato no estado de Buenos Aires, disse que “o Governo nacional e os estaduais fazem uma manobra escandalosa. Querem discutir apenas a suposta futura inflação e esquecer a grande parte do salário que foi perdido em 2016. Por isso, enquanto apoiamos todas as trabalhadoras e os trabalhadores que estão lutando como as professoras, inclusive nos estados governados pelo kirchnerismo como Santa Cruz, lutaremos para que o salário aumente de acordo com a inflação, mas também recuperando o que se perdeu”.

Del Caño informou que Claudio Dellecarbonara, dirigente da oposição no Sindicato do metrô, será pré-candidato pela estratégica Terceira Seção eleitoral do estado, e que Patricio Del Corro vai buscar renovar o seu mandato de legislador da cidade de Buenos Aires.

Por fim, Castillo encerrou dizendo que “os companheiros do PO (Partido Obrero) apresentaram seus candidatos no estado e na capital, de modo que a Frente de Esquerda e dos Trabalhadores é a primeira força política nacional que apresenta as suas referências para esta importante luta política.


(1) A legislação eleitoral na Argentina prevê a realização de eleições prévias (PASO) antes das efetivas eleições gerais. Nas PASO, caso o partido ou coalizão eleitoral tenha distintas propostas internas de candidatos, os eleitores escolherão os candidatos mais representativos para disputar a eleição geral posteriormente.




Tópicos relacionados

PTS   /    Nicolás del Caño    /    Myriam Bregman   /    PTS na FIT   /    Internacional

Comentários

Comentar