Educação

UFRJ

Contra a perseguição da professora Maria Clara Marques Dias da UFRJ

Reproduzimos aqui uma nota que o grupo de pesquisa "Lesbocídio: as histórias que ninguém conta” vem divulgando, e convidamos a que assinem o abaixo assinado contra a perseguição a que estão sofrendo, por LGBTfobia.

sexta-feira 3 de agosto| Edição do dia

Imagem: ONG Etapas

Prezadxs
O grupo de pesquisa "Lesbocídio: as histórias que ninguém conta” está sofrendo inúmeros ataques conservadores que buscam deslegitimar a pauta LGBTI+ em nosso país. Estes ataques deixaram de ser apenas publicações em redes sociais e passaram a incluir denúncias caluniosas contra a metodologia da pesquisa e a coordenadora do projeto da Prof.ª Dr.ª Maria Clara Marques Dias IFCS/UFRJ. Estamos sendo difamadas junto ao CNPq, CAPES, UFRJ, Ministério Público, CGU entre outros.

Está sendo divulgada a nota por meio do link https://goo.gl/forms/7eI7ZfzEqw3QiEhv2 e viemos por meio desta mensagem pedir apoio das instituições, coletivos, partidos e quaisquer outras organizações ou pessoas físicas que tenham empatia pelo projeto por meio da ASSINATURA desta nota ou da elaboração de documento similar. Temos urgência, pois os processos estão em curso.
Agradecemos desde já,
Equipe Lesbocídio.




Tópicos relacionados

UFRJ   /    Educação

Comentários

Comentar