www.esquerdadiario.com.br / Veja online / Newsletter
Esquerda Diário
Esquerda Diário

Martes 22 de Octubre de 2019
18:59 hs.

Twitter Faceboock
MONTES CLAROS
Deputada Raquel Muniz (PSD-MG) depois de dedicar seu "sim" ao combate a corrupção tem marido preso pela PF
Marcella Campos, professora da rede pública
Ver online

Vimos ontem na Câmara do deputados em Brasilia um show de horrores reacionários com direito a homenagem a torturador da ditadura e agressor de mulher dedicando voto a família. Deputados e mais deputados dedicando a Deus, a família e até em defesa da propriedade privada os seus votos a favor do impeachment.

Outro discurso comum foi o argumento de impeachment para barrar a corrupção no país, como se a corrupção brasileira vestisse somente a roupagem do PT e não de todos os outros, como PSDB e PMDB.

Um exemplo cabal de que todos esses discursos hipócritas tem o mesmo lado sujo da corrupção, do que tem de mais atrasado e reacionário foi o discurso da deputada Raquel Muniz, do PSD-MG, que dedicou seu voto "sim" ao combate a corrupção e ao marido, prefeito de Montes Claros em Minas Gerais, que segundo a deputada federal é exemplo de político honesto. Vale reproduzir um trecho de seu discurso inflamado ontem na Câmara:

"O meu voto é para dizer que o Brasil tem jeito e o prefeito de Montes Claros mostra isso para todos nós com sua gestão."

Só que não!

Em pouco mais de 12 horas a falacia de Raquel Muniz caiu por terra. Seu marido, Ruy Adriano Borges Muniz (PSB), o tal "prefeito honesto" de Montes Claros foi preso preventivamente pela Polícia Federal na manhã desta segunda-feira.

O prefeito é acusado de utilizar meios fraudulentos para tentar quebrar e prejudicar o funcionamento dos hospitais públicos da região para favorecer o Hospital das Clinicas Mario Ribeiro da Silveira, que é privado e de posse de quem? Do próprio prefeito e de sua família.

Enquanto sua esposa Raquel Muniz grita "basta de corrupção" o prefeito de Montes Claros desmonta os hospitais públicos da população propositalmente.

Isso mostra o caráter reacionário não só da própria votação do processo de impeachment ontem, mas também de seus votantes. Deputados de diversas legendas que por cima do povo utilizam seus mandatos para gozar de privilégios e esquemas de corrupção.

Uma direita alimentada durante anos pelo governo PT que agora se volta contra Dilma e destila todo seu veneno em rede aberta de televisão contra os trabalhadores, mulheres, negros e lgbtts.

 
Izquierda Diario
Redes sociais
/ esquerdadiario
@EsquerdaDiario
contato@esquerdadiario.com.br
www.esquerdadiario.com.br / Avisos e notícias em seu e-mail clique aqui