www.esquerdadiario.com.br / Veja online / Newsletter
Esquerda Diário
Esquerda Diário

Domingo 9 de Mayo de 2021
17:18 hs.

Twitter Faceboock
QUE SEJA LEI
Aborto legal na Argentina: propostas inusitadas para afastar a sessão do centro da cidade
Sol Bajar

A Frente de Todos e Juntos por el Cambio colocaram em discussão o lugar onde se realizaria a sessão para tratar do direito ao aborto. Tigre, Tortuguitas e outras localidades foram sugeridas para impedir a mobilização. Confira a proposta da Frente de Esquerda.

Ver online

O debate sobre o direito ao aborto teve na quarta-feira passada (2) seu segundo dia de reuniões informativas. Ao finalizar o encontro virtual, a deputada Cecilia Moreau, que preside a comissão dirigente do debate (Legislação Penal), anunciou que com o acordo das autoridades mais 20 expositores ingressariam e que a assinatura do parecer, prevista para sexta-feira, seria passada para a próxima semana.

À noite, após a reunião parlamentar proposta pelo governismo, se conheceu a notícia mais grave e a adicional: diferentes blocos colocaram em discussão em que lugar físico se realizaria a sessão para discutir opiniões que surjam do debate sobre as comissões.

“Diante da insistência do bloco Juntos por el Cambio para que a sessão fosse presencial e diante de uma das propostas da Frente De Todos para a realização da sessão em Tigre, dificultando a mobilização popular", disse o deputado Nicolás del Caño da Frente de Esquerda, “propomos que a sessão para tratar da Interrupção Voluntária da Gravidez seja realizada no Congresso, no CCK, ou em um lugar central acessível às centenas de milhares de mulheres que se mobilizarão pelo conquista do seu direito de decidir”.

Na quinta-feira, as 11 horas, começou uma nova rodada de debate. Junto às mobilizações dos grupos que buscam evitar que o direito ao aborto vire lei, os principais debates e notícias da quarta passada, as mudanças no cronograma e a tentativa inusitada de afastar da maré verde a perspectiva de mobilização mais uma vez mostram que no Congresso Nacional a votação nacional não é garantida.

É um alerta para a maré verde e para todas as organizações que acompanham a demanda. Como apontou a deputada Myriam Bregman, da Frente de Esquerda, a conquista do direito ao aborto só virá da mobilização nas ruas. Nelas, junto às que lutam por moradia, por trabalho, por salário e por tantos outros direitos elementares, está a força de conquistar que seja lei, de avançar na separação imediata das Igrejas e do Estado e de fortalecer a luta por todas essas reivindicações elementares.

 
Izquierda Diario
Redes sociais
/ esquerdadiario
@EsquerdaDiario
[email protected]
www.esquerdadiario.com.br / Avisos e notícias em seu e-mail clique aqui