www.esquerdadiario.com.br / Veja online / Newsletter
Esquerda Diário
Esquerda Diário

Sábado 16 de Enero de 2021
03:46 hs.

Twitter Faceboock
DENÚNCIA
ABSURDO: Empresários obrigam trabalhadoras a se ajoelharem pela reabertura do comércio
Redação

Nesta segunda-feira (27), empresários se manifestaram pela reabertura do comércio em Campina Grande na Paraíba. A manifestação também contou com a presença de alguns trabalhadores do comércio que denunciaram para o Sindicato dos Comerciários terem sido coagidos a participar e a se ajoelharem nas calçadas das lojas pela reabertura, sob ameaça de demissão.

Ver online

As fotos da manifestação que circularam pela internet causaram revolta na redes sociais. Os empresários alegam que com a reabertura das lojas não haverá aglomeração e que “o dado epidemiológico nos favorece para isso (a reabertura) no momento”. Acontece que a cidade já conta com 39 casos confirmados (segundo dados do dia 26) de coronavírus e a Paraíba com um total de 633 casos confirmados e 53 mortes. A abertura de comércios não-essenciais nesse momento significa expor todos os trabalhadores ao vírus sem necessidade, para que possam ser salvos os lucros do patrão. Veja abaixo:

Além disso, as chefias alegam que a reabertura do comércio é de comum acordo entre eles e os trabalhadores, contudo não há acordo quando há coação e ameaça. Após as denúncias anônimas feitas ao sindicato, o Ministério Público do Trabalho (MPT) instaurou uma “Notícia de Fato”, que é um procedimento investigatório para apurar os fatos. Em nota, o sindicato afirmou ser falsa a informação de que o movimento foi organizado e realizado em comum acordo entre as partes.

É abertamente contraditório o argumento dos empresários quando protestam pela reabertura do comércio afirmando preocupação com seus trabalhadores, quando na verdade a reabertura significa um risco à vida dessas pessoas, aquelas que realmente terão que sair de suas casas todos os dias, diferentemente da chefia que estará segura em casa. E ainda mais absurdo que se utilizem da MP da Morte de Bolsonaro para obrigar os trabalhadores a escolher entre morrerem com a fome ou com o vírus. Os trabalhadores estão vivendo na corda bamba entre o desemprego e o adoecimento pelo coronavírus. Diante disso, é preciso um plano de guerra contra a pandemia, com a contratação emergencial de profissionais da saúde, liberação integralmente remunerada dos serviços não essências, a garantia de nenhuma demissão e testagem massiva para toda população.

 
Izquierda Diario
Redes sociais
/ esquerdadiario
@EsquerdaDiario
[email protected]
www.esquerdadiario.com.br / Avisos e notícias em seu e-mail clique aqui