www.esquerdadiario.com.br / Veja online / Newsletter
Esquerda Diário
Esquerda Diário

Martes 22 de Octubre de 2019
21:59 hs.

Twitter Faceboock
REFORMA DA PREVIDÊNCIA
Mais rico do Brasil reclama sobre os trabalhadores se aposentarem aos 60 anos: "Horror!"
Redação
Ver online

Jorge Paulo Lemann, que é a 34ª pessoa mais rica do mundo e a primeira do Brasil, com um patrimônio líquido de US$ 25,6 bilhões, vive na Suíça e orgulha-se de ainda não ter se aposentado aos 80, como é de direito dos trabalhadores naquele país, e não tem vergonha de comparar sua própria realidade com a dos trabalhadores.

“Acho um horror que todo mundo na Suíça se aposente aos 60 anos e ache que está tudo bem”, disse ao lado de sua esposa Susanna, durante evento da Fundação Lemann, em Embu das Artes, segundo a revista Exame.

De acordo com o bilionário, seus segredos de longevidade são exercícios físicos e bom sono. Com uma vida baseada no luxo, com acesso ao melhor da alimentação e da saúde, tendo todas as suas necessidades básicas garantidas por outras pessoas, podendo ter quantas horas de descanso e lazer quanto achar necessário, fica fácil não querer se aposentar. Além do mais, a maior motivação de um bilionário é garantir seus negócios e lucros crescentes, de preferência mantendo olhos bem abertos para suas contas e investimentos e assim seguir reproduzindo seus ganhos e excessos cada vez mais.

E no entanto, com a maior cara de pau, tipos como esse que vivem da exploração de centenas e milhares de trabalhadores, tem a coragem de lançar declarações como esta, insinuando que todas as pessoas, independente de suas classes sociais, não deveriam querer se aposentar tão cedo. Como se a realidade de um trabalhador de verdade, ou uma mulher trabalhadora com dupla ou tripla jornada, muitas vezes com uma única folga por semana, e que mal consegue tirar férias devido a rotatividade dos empregos precários, também não devessem sonhar em se aposentar após uma vida de exploração.

Lemann lidera o grupo de investidores 3G, que recebe por negócios como a cervejaria AB In Bev, e a brasileira AMBEV, as Lojas Americanas, a Kraft Heinz, o Burguer King entre outros. E recentemente, começou a investir também em caras novas na política brasileira, numa tentativa de dar uma saída para a crise orgânica no Brasil, preparando jovens com diplomas de elite para defender o neoliberalismo.

O resultado do projeto da Fundação Lemann tem funcionado, já elegeu ao menos 5 parlamentares que em diferentes partidos (PDT, PSB e NOVO) compartilham uma ideologia neoliberal disfarçada de nova, um histórico de bons estudantes e a pouca idadade, sendo que quem mais se destacou foi Tabata Amaral, eleita pelo PDT, que conseguiu conquistar muitos votos de setores de esquerda, falando em nome da educação e cujo maior feito até agora foi justamente votar a favor da Reforma da Previdência, seguindo fielmente as ideias do seu mentor/patrocinador.

 
Izquierda Diario
Redes sociais
/ esquerdadiario
@EsquerdaDiario
contato@esquerdadiario.com.br
www.esquerdadiario.com.br / Avisos e notícias em seu e-mail clique aqui