www.esquerdadiario.com.br / Veja online / Newsletter
Esquerda Diário
Esquerda Diário

Sábado 17 de Agosto de 2019
22:30 hs.

Twitter Faceboock
Absurdo: professora do Colégio Tiradentes do MG é demitida por perseguição ideológica
Redação

A professora Irene Pontes do Colégio Tiradentes da Polícia Militar de Minas Gerais, foi demitida após ter sua aula filmada por alunos defensores do Escola Sem Partido.

Ver online

Nesta semana ocorreu mais caso de perseguição ideológica aos professores e professoras. A professora de História Irene Pontes, do Colégio Tiradentes da Polícia Militar do MG, foi demitida de forma arbitrária após ter sua aula gravada por alunos.

No vídeo mostra uma parte da aula da professora onde exercitava o pensamento crítico de seus alunos, e levantou um debate sobre a questão do assassinato do músico Evaldo do Santos Rosa, que brutalmente assassinado pelo exército militar com mais de 80 tiros de fuzil no Rio de Janeiro.

A professora foi mais uma vítima dos discursos de ódio pregado pela extrema direita e pelo Bolsonaro contra os educadores que estão exercendo sua profissão e sendo censurados por suas posições. É isso que o projeto Escola Sem Partido quer ocorra, perseguição ideológica ao professores de esquerda e que não possa expressar suas opiniões e posições políticas. Principalmente nesse caso onde a professora mostrava mais um caso da violência policial racista que ocorrer em todo o país e principalmente no Rio de Janeiro onde os jovens negros e pobres são assassinados todos os dias.

Não à toa a professora de História ter sido demitida na Escola que pertence a polícia militar por denunciar um caso como este. Não é a primeira vez que o Colégio Tiradentes de MG se envolve em escândalos como esse. No final do ano passado estudantes negras foram coagidas a retirarem suas tranças por orientação da direção da instituição, num ato claramente racista.

Nós, do Esquerda Diário, repudiamos totalmente mais esse caso absurdo de perseguição ideológicas aos educadores, motivados pelo discurso de ódio de defensores do Escola Sem Partido e do Bolsonaro que agora vêm atacando e precarizando mais ainda o trabalho dos professores com os cortes na educação e com a nefasta Reforma da Previdência.

 
Izquierda Diario
Redes sociais
/ esquerdadiario
@EsquerdaDiario
contato@esquerdadiario.com.br
www.esquerdadiario.com.br / Avisos e notícias em seu e-mail clique aqui