www.esquerdadiario.com.br / Veja online / Newsletter
Esquerda Diário
Esquerda Diário

Miércoles 23 de Octubre de 2019
04:34 hs.

Twitter Faceboock
VENEZUELA
Chamamos o PT e o PSOL a organizar um grande ato contra a intervenção imperialista na Venezuela
Redação

Tomando o importante exemplo da esquerda argentina, renovamos o chamado às centrais sindicais, e aos partidos da esquerda como o PSOL, a organizar um grande ato unificado em repúdio à política de Trump e à tentativa de golpe na Venezuela

Ver online

Nesta quarta-feira, 27/2, a Frente de Esquerda e dos Trabalhadores na Argentina, encabeçada pelo Partido dos Trabalhadores pelo Socialismo (PTS), junto ao PO e a IS, além de outras organizações como o Nuevo MAS e o MST, marcharam até a embaixada dos Estados Unidos em Buenos Aires para repudiar a tentativa de golpe na Venezuela e a autoproclamação de Juan Guaidó como presidente, abençoado por Trump e seus agentes direitistas na América Latina: Bolsonaro, Macri, Iván Duque e Piñera.

Trata-se de um exemplo internacionalista muito importante. Diante da ofensiva imperialista de Trump na Venezuela, auxiliada pelos governos capachos da direita latino-americana, é uma tarefa de primeira ordem para a esquerda anti-imperialista levantar a bandeira de repúdio à interferência política do imperialismo norte-americano na América Latina, assim o rechaço às provocações feitas, por exemplo, por Bolsonaro na fronteira do país.

Agora mais ainda, quando o próprio Juan Guaidó, autoproclamado presidente interino e fantoche de Washington, vem ao Brasil visitar Bolsonaro, para negociar a continuidade das provocações golpistas.

Essa política reacionária se faz em nome de um golpe de Estado que, aproveitando-se do justo descontentamento popular diante da catástrofe econômica e do autoritarismo impostos por Maduro, agravará a situação de miséria dos trabalhadores venezuelanos.

No Brasil, temos a responsabilidade de primeira ordem, sendo Bolsonaro o principal pilar da ofensiva golpista de Trump no país vizinho.

Se triunfa um golpe de Estado na Venezuela, conduzido pelos Estados Unidos, os governos da direita e da extrema direita, como Bolsonaro no Brasil, sentirão fortaleza para aplicar os mais duros ajustes neoliberais contra os trabalhadores, sob a tutela de Trump. Se, por outro lado, os trabalhadores venezuelanos, junto a seus irmãos de classe em toda a América Latina, repelem a tentativa de golpe de Estado norte-americano na Venezuela, podem-se gerar novas forças para enfrentar os governos direitistas em todo o subcontinente.

Tomando o importante exemplo da esquerda argentina, renovamos o chamado às centrais sindicais, e aos partidos da esquerda como o PSOL, a organizar um grande ato unificado em repúdio à política de Trump e à tentativa de golpe na Venezuela.

Chamamos as centrais sindicais e a esquerda a organizar um grande ato contra a ofensiva imperialista na Venezuela

Desde já que nossa posição política é, como sempre foi, de repúdio ao imperialismo sem qualquer apoio político a Maduro. Insistimos na urgência de organizarmos no Brasil uma manifestação unificada e contundente em repúdio à visita de Guaidó ao Brasil, contra a ofensiva dos EUA e o papel capacho de Bolsonaro.

 
Izquierda Diario
Redes sociais
/ esquerdadiario
@EsquerdaDiario
contato@esquerdadiario.com.br
www.esquerdadiario.com.br / Avisos e notícias em seu e-mail clique aqui