×

#PL490NAO | URGENTE: Indígenas sofrem brutal repressão ao protestarem contra PL490 que ataca suas terras

Está acontecendo agora a votação do PL490 na CCJC em Brasília. Povos indígenas estavam se manifestando contra esta medida repugnante em Brasília, quando foram duramente reprimidos pela polícia, por meio de bombas, tiros e gás lacrimogêneo, ferindo vários indígenas. Todo o nosso repúdio à essa medida reacionária e todo apoio aos povos indígenas! #PL490NAO

terça-feira 22 de junho | Edição do dia

FOTO: Twitter da Apib Oficial/ Reprodução

O projeto, que é uma bandeira ruralista e bolsonarista, se aprovado, na prática vai inviabilizar as demarcações, permitir a anulação de Terras Indígenas, dando abertura para empreendimentos predatórios como o garimpo, a construção de estradas e aumenta as terras exploradas e desmatadas pelo agronegócio e latifundiários. O projeto também favorece a construção de grandes hidrelétricas nas terras indígenas e acaba com a política de não-contato com povos indígenas isolados.

Veja imagens da repressão policial contra os povos indígenas que protestavam hoje em Brasília:



Fotos: Leo Otero/Mídia Ninja

O relator do projeto é o deputado ruralista Arthur Maia (DEM-BA). Na versão relatada por Maia, o projeto também estabelece a aplicação do marco temporal como critério para a demarcação de terras indígenas. O deputado golpista já foi relator da Reforma da Previdência de Michel Temer (MDB) e segue apoiando uma série de ataques levados adiante por Bolsonaro, Mourão, STF, governadores, Congressos e todos os atores desse regime golpista, como é o caso da Reforma Administrativa.

Esse PL deplorável é uma séria ameaça as vidas indígenas, que irão perder o acesso às águas, à terra, às matas e às riquezas naturais da quais os povos originários necessitam para sobreviver, mas também vai afetar toda classe trabalhadora brasileira, que também dependem desses recursos naturais para viver. É preciso lutar contra estes ataques que servem para favorecer os latifundiários, os ruralistas, o agronegócio, o garimpo e toda a classe capitalista, que colocam os seus lucros acima das vidas indígenas e da preservação do meio ambiente.

Veja também: Desmatamento da Amazônia pelo agronegócio tem ligação direta com a crise hídrica e energética

MP da Eletrobras inclui construção de linha de transmissão em terra indígena sem licenças




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias