Educação

FSA

"Todos ao ato de quinta em defesa da FSA" chama Jenifer Tristan

terça-feira 21 de fevereiro de 2017| Edição do dia

Com o retorno das aulas na Fundação Santo André, os estudantes e professores já anunciaram um plano de luta contra o fechamento da universidade, entre as medidas está a organização de Assembleias de curso nesta quarta-feira e um grande ato em defesa da FSA. Conversamos com Jenifer Tristan sobre a mobilização.

"Nós da Faísca que somos parte da gestão Lute do Diretório Acadêmico Honestino Guimarães do prédio da FAFIL viemos batalhando desde o ano passado pela auto-organização dos estudantes, conseguimos aprovar na gestão a construção de um grande Conselho de Representantes de Classe no final do ano passado e queremos já começar o ano com assembléias de curso justamente para que se possa debater com cada aluno a sua importância nesta luta em defesa da FSA e debater quais caminhos o Movimento Estudantil pode apresentar para que a crise não seja paga pelos alunos, em especial os inadimplentes que ainda não conseguiram se rematricular, como é o meu caso".

"O ato de quinta-feira está sendo chamado amplamente pela Gestão, mas infelizmente faz falta que as entidades estudantis, em especial a UNE e a UPES se posicionem contra o fechamento da FSA e possam através das entidades estudantis e grêmios escolares que estão possam se colocar a serviço de defender a principal universidade da região criada para atender os filhos dos trabalhadores. Sabemos que essas entidades estão anos sendo dirigidas pelo PT e o PCdoB que não se cansam de fazer acordos com os partidos golpistas e afundados nos escandalos de corrupção. É vergonhoso ver o apoio do PCdoB ao Orlando Morando nas eleições do ano passado, ou a Rodrigo Maia na Camara. Por isso seguimos exigindo destas entidades que se coloquem na linha de frente da luta pela educação, que não poderá ser salva com conxavos políticos com estes políticos corruptos. Na FSA, a UNE concorreu as eleições do Diretório Acadêmico e mesmo tendo sido derrotada, nós a chamamos para uma gestão proporcional, pois queriamos comprometê-los com a luta na universidade. Ainda que tenham se negado a isto, são uma entidade nacional que fala em nome dos estudantes e nós vamos cobrá-los pela sua ausência".

Por fim, convidou ao ato de quinta feira. "Queremos nesta quinta-feira fazer uma primeira demonstração da força que vem se expressando já nos estudantes de defender a universidade. As reitorias junto as prefeituras vem precarizando cada vez mais nossa universidade, num acordo comum de expulsar os estudantes trabalhadores das salas de aula. Nós queremos que este ato seja um recado tanto para Leila Modanez, atual reitoria, quanto para Paulo Serra, prefeito do PSDB em Santo André, que seus planos de fechar a FSA estão limitados pela força da nossa mobilização. Todos ao ato de quinta-feira contra o fechamento das salas de aula e o desmonte da universidade. Somente a luta pode encontrar um saída realista e profunda para a crise da Fundação, onde nós não paguemos pela crise que não geramos".




Tópicos relacionados

#FSA   /    Educação   /    Juventude

Comentários

Comentar