Mundo Operário

RODOVIÁRIOS DO RIO DE JANEIRO

Rodoviários do BRT Rio paralisam contra parcelamento do 13º salário

Rodoviários do BRT do Rio de Janeiro paralisaram as atividades à partir das 13h do dia de hoje, 30 de novembro. A greve dos rodoviários é contra o parcelamento anunciado pela Concessionária do BRT, que quer pagar o 13º salário em 10 vezes.

segunda-feira 30 de novembro de 2020| Edição do dia

Foto: Facebook/divulgação

A greve dos rodoviários do BRT no Rio de Janeiro paralisa os três trechos do transporte: Transoeste, Transcarioca e Transolímpica. A greve destes rodoviários sem dúvidas recebeu um empurrãozinho da paralização realizada no dia de ontem, durante a votação do segundo turno, pelos rodoviários das empresas Redentor e Futura, também contra o parcelamento do 13º salário.

Muitos trabalhadores rodoviários vem ainda denunciando que as empresas estão atrasando o recolhimento do FGTS e do INSS. Em alguns casos, há relatos de empresas que não depositam FGTS há 2 anos pelo menos.

Além destes ataques, algumas empresas estão avançando com demissões em massa, como é o caso da empresa Real, que demitiu dezenas de rodoviários há duas semanas atrás, e que agora segue demitindo aos poucos na surdina.

Estas paralisações mostram a necessidade que a categoria vê de se organizar, e, ao mesmo tempo, o abandono por parte do sindicato que não unifica todos os trabalhadores rodoviários em um só movimento. Com a unidade de todos trabalhadores do transporte, é possível avançar e derrubar todos os ataques da máfia dos Barata e da Fetransport, que molham o bolso dos políticos para poder explorar o trabalhador rodoviário, aumentando os preços das passagens e diminuindo seu salário ou até demitindo-o.

Todo apoio às paralisações dos rodoviários do Rio.




Tópicos relacionados

rodoviários   /    Rio de Janeiro   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar