Opinião

AMEAÇAS DA DIREITA

Repudiamos as ameaças fascistas à sede do PSOL em Niterói

Uma carta extremamente ofensiva e intimatória, de conteúdo lgbtfóbico, xenófobo e anticomunista chegou ontem, dia 20, a sede do PSOL em Niterói.

sexta-feira 21 de fevereiro| Edição do dia

Imagem: Reprodução

Os reacionários deixaram uma abominável mensagem com uma caricatura de Marielle, assassinada brutalmente há 2 anos, com os escritos ’Marielle Ausente! Comunista bom é comunista morto!’".

A carta é uma tentativa aberta de calar um partido de esquerda com intimidações de todos os tipos, inclusive de ameaças físicas. Segundo Flávio Serafini (PSOL): "O documento diz que a sede em Niterói seria incendiada ou os militantes poderiam sofrer atentados se participássemos das eleições municipais deste ano. Vamos então fazer uma avaliação, acompanhando a investigação, para decidirmos como proceder."

Destilando racismo contra judeus e os negros: "Os judeus ateus trouxeram para cá o comunismo, toda essa falsidade ideológica que só trouxe problemas. O comunismo no Brasil nasceu em Niterói e morrerá nesta cidade", diz um trecho do documento, pouco antes de acrescentar: "A maioria de nós que somos brancos nos sentimos ameaçados e não somos vira-latas como vocês".

Aos LGBT´s e as mulheres: "Acreditamos que a homossexualidade é um desvio afetivo e que um tratamento a esta não deve ser impedido". (...) "O movimento LGBT não é digno de respeito... O formato deste movimento não nos agrada, assim como o das feministas". Além dos imigrantes: "Os invasores que vocês dizem serem refugiados mulçumanos na Europa são ultraconservadores que querem a destruição da cultura ocidental cristã e secular".

Flávio Serafini foi até a 77ª DP (Icaraí) nesta quinta-feira para fazer o registro de ocorrência.

Nós do Esquerda Diário repudiamos essa ação extremamente reacionária e intimidatória. É preciso que organismos de direitos humanos, sindicatos e aqueles que repudiam essa opressão tenham acesso aos autos por meio de uma investigação independente para que não ocorra o mesmo que está se dando com a morte de Marielle, até hoje sem respostas claras. Nos solidarizamos ativamente com os companheiros do PSOL. Esse ataque não pode ficar impune.

É preciso seguir na luta por justiça a Marielle, morta impunemente, com a possível associação de políticos e milícias. O governo e os ataques preconceituosos da direita, são parte do que alimenta esses ataques fascistas.




Tópicos relacionados

Marielle Franco   /    fascismo   /    PSOL   /    Opinião

Comentários

Comentar