Cultura

CULTURA

Regina Duarte mostra continuidade com Alvim, aplaudindo vídeo de combate ao "marxismo cultural"

A atriz compartilhou pelas suas redes um vídeo no qual compra o discurso desvairado da ala ideológica bolsonarista contra o "marxismo cultural". Ao compartilhar o vídeo que rebatia o marxismo a atriz comentou: "depoimento bacana, profundo , super real".

terça-feira 28 de janeiro| Edição do dia

Atriz e apoiadora descarada de Bolsonaro, Regina Duarte que esteve andando pelos corredores de Brasília na semana anterior, para estudar a possibilidade de assumir a Secretaria Especial de Cultura do governo de Bolsonaro, compartilhou pelas suas redes um vídeo onde um ex-BBB comenta contra o tal "marxismo cultural", coisa que só a ala conservadora acredita.

Nas imagens, aparece um ex participante de um reality de um canal de televisão, Adrilles Jorge, dizendo contra o que ele acredita ser um "movimento de esquerda para ganhar território na indústria cultural". Afirmando que o tal "marxismo cultural" coloca negros contra brancos, mulheres contra homens e homossexuais contra heterossexuais.

Regina, aplaudindo o vídeo, na legenda expressa total acordo com o depoimento "bacana, profundo e super real" segundo ela.

Esse post, apesar de bizarro, mostra a cara mais reacionária e ideológica da provável nova secretária de Cultura do governo Bolsonaro, além de marcar um elemento de continuidade com o esquizofrênico Alvim, na questão da perseguição ideológica de fantasmas como o "marxismo cultural".

Por isso é preciso denunciar os comentários reacionários vindos da burguesia contra os negr@s, lgbts e mulheres e se organizar para impedir que os projetos de cortes, censura e controle da cultura, vindos de Bolsonaro, Damares, Alvim e Regina, sejam impedidos de seguirem através de uma ideologia conservadora e reacionária.




Tópicos relacionados

Cultura

Comentários

Comentar