×
Rede Internacional

GREVE SANITÁRIA DE PROFESSORES | Professores entram em greve sanitária em escola da elite paulistana

Contra a tentativa de Dória, Covas e seus secretários de educação na cidade e no estado de SP de abrirem as escolas para garantir os lucros dos empresários que especulam com o direito à educação, professores entram em greve sanitária em defesa das vidas, coisa que esses políticos estão longe de se importar.

terça-feira 27 de abril | Edição do dia

FOTO: Rivaldo Gomes/Folhapress

Docentes do Colégio São Domingos da cidade de São Paulo, localizado em Perdizes, na zona oeste, declararam greve sanitária contra as aulas presenciais, que está tentando ser imposta por Rossieli Soares, Secretário Estadual de Educação do governador João Dória (PSDB).

Professores de outras escolas das classes mais privilegiadas da capital também estão tentando resistir à reabertura, como é o caso no colégio Equipe, Escola Vera Cruz e Escola da Vila. Essa autorização para a reabertura foi dada pela prefeitura da capital no dia 12 de abril, ou seja, por Bruno Covas (PSDB) e seu secretário municipal de Educação, Fernando Padula.

Veja mais: Professoras da rede privada relatam o medo da contaminação e o assédio dos patrões

A imposição da volta às aulas presenciais é uma medida desses PSDBistas, à serviço dos interesses do setor privado da educação, que pressionam para um retorno inseguro das atividades, colocando em risco a vida de professores e demais trabalhadores da comunidade escolar, que estão com seus destinos e suas vidas nas mãos de Covas, Dória, Padula e Rossieli. Além disso, estes políticos são os mesmos que não garantiram testes massivos, nem contratações na saúde, nem a vacinação dos trabalhadores da linha de frente, ou um auxílio emergencial de ao menos um salário mínimo, dentre outras medidas básicas.

Por serem os que mais são expostos ao vírus, são os professores e demais trabalhadores que devem decidir quando as aulas devem voltar, em defesa não só de melhores condições de trabalho, mas também do direito à vida!




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias