Mundo Operário

SP: REFORMA DA PREVIDÊNCIA

Professor leva bala de borracha na boca em protesto na ALESP contra reforma da previdência de Doria

Repressão na ALESP a manifestação dos professores contra a reforma da previdência já dura 3 horas, professores seguem resistindo, mesmo diante da brutal violência da PM.

terça-feira 3 de março| Edição do dia

Enquanto Doria chama os professores e servidores estaduais de vândalos, por se manifestarem pelos seus direitos, são seus cães de guarda aqueles que cometem atos criminosos. Um professor foi atingido por uma bala de borracha durante a manifestação contra a reforma da previdência do tucano na ALESP.

Doria e os deputados paulistas mostram todo seu autoritarismo se valendo da truculência da polícia para enfiar goela abaixo dos trabalhadores seu ataque. Nós do Esquerda Diário repudiamos este enorme ataque aos trabalhadores de São Paulo e toda a repressão de Doria.

Veja mais: Com repressão, bombas de gás e bala de borracha: Doria aprova sua reforma da Previdência




Tópicos relacionados

Professores São Paulo   /    João Doria   /    Professores   /    São Paulo (capital)   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar