Mundo Operário

RIO DE JANEIRO

Prefeito truculento e bolsonarista deixa professores sem salário em Duque de Caxias

segunda-feira 21 de outubro| Edição do dia

Os professores de Duque de Caxias, na baixada do Rio de Janeiro, estão sem receber seu salário desde setembro deste ano. Já aos aposentados, o prefeito Washington Reis (PMDB) estava devendo dois vencimentos até este dia 15 de outubro, e depois de manifestação dos professores, anunciou que pagaria o atrasado de aposentados e pensionistas referente ao mês de agosto.

Enquanto isso, Reis se prepara para tentar manter o poder nas eleições do ano que vem. Reis também enfrenta questionamento do Tribunal de Contas do Estado: em 2017 teve as contas negadas pelo TCE, e em outubro deste ano o Tribunal cobrou explicações sobre o uso da verba do Fundeb. Segundo os técnicos do tribunal, cerca de R$ 11 milhões foram retirados da conta reservada às escolas do ensino fundamental.

Reis é conhecido por sua truculência. Em 2017, quando os servidores ficaram sem receber e foram à prefeitura cobrar o que lhes é de direito, Washington Reis respondeu que "eles deveriam ser recebidos na bala". Atuação típica, aliás, dos coronelismos que ocupam a política institucional da baixada. Reis também havia dito em 2017 que servidores sem salário "deveriam dar emprego à outro".

Típico político coronelista do Rio de Janeiro, ligado aos Bolsonaro e com o projeto de sucatear a educação e o ensino e beneficiar a casta política que vive dos vultosos benefícios de seus cargos.




Tópicos relacionados

MDB   /    Rio de Janeiro   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar