Educação

COMITÊS VIRTUAIS ESQUERDA DIÁRIO

Participe do 1º Encontro Virtual do Esquerda Diário Especial Educação de SP

Na próxima quinta-feira (09) as 19 horas, ocorrerá o 1º Encontro Virtual de São Paulo Especial Educação, para debater: "Educação, Coronavírus e Crise Econômica: que saída podem dar os trabalhadores?". A proposta do Encontro é reunir professores municipais e estaduais, Auxiliares Técnicos de Educação, trabalhadores da limpeza, merenda e transporte assim como Estudantes para que todos possamos juntos debater a enorme crise que vivemos no Brasil, sob os efeitos da pandemia da Covid-19 e da crise econômica em curso.

domingo 5 de abril| Edição do dia

Esta iniciativa do Esquerda Diário é impulsionada pelo Movimento Nossa Classe Educação e pelo Movimento Revolucionário de Trabalhadores. A proposta é aprofundar debates políticos com os trabalhadores e estudantes que queiram fazer parte da construção desta mídia digital que está a serviço de fortalecer as denúncias dos problemas mais profundas da educação, que mesmo em meio a esta pandemia continuam acontecendo, seja através das demissões de trabalhadores terceirizados, a obrigatoriedade de alguns setores seguirem trabalhando sem condições sanitárias e colocando suas vidas e de seus familiares em risco, ou o EAD que já estão representando intensificação do trabalho nas escolas particulares e nas escolas públicas aparece como medida demagógica como “solução” totalmente precária e ainda podendo representar um passo em direção a institucionalização dessa forma de ensino na educação básica. Mas queremos mais que isso: debater os grandes caminhos da situação nacional e mundial, as disputas que ocorrem nos poderes políticos e a as perspectivas que nós trabalhadores podemos desenvolver através da nossa organização.

Este primeiro encontro virtual é uma tentativa de ampliar as nossas vozes, para que todos os trabalhadores possam ver que sua angustia pode se transformar numa potente denuncia e que podemos apresentar propostas de organização, a partir de confiar nas nossas próprias forças. Queremos que os encontros possam debater diferentes temas e que todos que se proponham a participar sintam-se livres para propor formas e conteúdos para fortalecer uma voz de independência de classe nesta situação em que vivemos.

Diferente das mídias tradicionais, o Esquerda Diário não é financiado por nenhuma empresa e não abre espaço para os discursos de patrões, governos capitalistas e oficiais da polícia para defenderem ataques aos trabalhadores ou criminalizar os movimentos sociais. A Rede Internacional Esquerda Diário – Red Internacional La Izquierda Diario (LID) – é o primeiro grupo internacional de diários digitais de esquerda a nível mundial, em espanhol, inglês, português, francês e alemão. Desde o lançamento em 2014, já contamos com 20 milhões de visitas e uma média de 400 mil visitas por semana. Nosso objetivo em cada um dos países aonde existimos, é fortalecer a luta dos trabalhadores e permitir com que estes diários tornem-se seus difusores de combate, de conteúdo e de debates entre as distintas organizações de trabalhadores.

Neste momento conturbado que passamos, onde Bolsonaro segue negando a importância da pandemia e apresenta projetos reacionárias que buscam fazer com que nós trabalhadores paguemos os custos da Covid-19 e da crise econômica, os governadores não tem sido uma alternativa real, além de historicamente serem os responsáveis pela aprovação de distintas reformas que retiraram nossos direitos, ainda hoje, apesar de todos os estudos, se recusam a garantir testes massivos para que possam rastrear o vírus e organizar uma quarentena racional, capaz de separar os infectados (mesmo que assintomáticos ou com sintomas leves) dos não infectados. Nós do Esquerda Diário viemos impulsionando a campanha por testes massivos já, que já foi prontamente abraçada pelas professoras e professores da EMEF Marechal Rondon, ao mesmo tempo, que apontamos diversas iniciativas de trabalhadores de colocarem seus corpos e seu trabalho a serviço de combater a Pandemia, como nos EUA a enfermeira Trayce relata neste vídeo:

Por isso, viemos insistindo que os trabalhadores, se tomam em suas mãos o controle da produção, e a reorganização a serviço de enfrentar a pandemia e também os problemas econômicos que mais nos atingem como o desemprego e a carestia de vida, podemos dar uma saída de fundo que faça com que os capitalistas, que lucraram tanto com nosso trabalho, hoje paguem por esta crise. Só existe dicotomia entre salvar vidas e garantir uma economia quando se trata de um sistema de exploração e opressão como o capitalismo que acha que os lucros valem mais do que as nossas vidas. Isso nós não podemos aceitar.

Venha junto com o Esquerda Diário e o Movimento Nossa Classe Educação debater estas ideias na próxima quinta-feira, as 19 horas.
Para participar, envie um e-mail para [email protected] ou mande um Zap para Natália em 11 985382266




Tópicos relacionados

Comitês Virtuais do Esquerda Diário   /    Coronavírus   /    Educação   /    Educação

Comentários

Comentar