Economia

ATRASO NO AUXÍLIO EMERGENCIAL

Parcelas do auxílio cortado para R$ 300 seguem sem data para milhões de beneficiários

Apenas os beneficiários do Bolsa Família começaram a receber o chamado auxílio residual de R$ 300 na última quinta-feira (17), milhões aguardam uma data. O Governo Bolsonaro que diminuiu o valor é o mesmo que agora atrasa o pagamento.

segunda-feira 21 de setembro| Edição do dia

Imagem: Mineto/Futura Press/Estadão Conteúdo

Quase 20 dias após a publicação da Medida Provisória que reduziu o pagamento do Auxílio Emergencial para R$ 300 reais, quem faz parte do programa seguem sem saber quando irão receber.

A verdade é que o auxílio aos empresários é pelo menos três vezes maior que dos trabalhadores. O auxílio emergencial só foi aprovado pelo medo da mobilização social dos trabalhadores, não esquecemos que no início da pandemia Bolsonaro propôs o valor de R$ 200 reais. 1,6 milhão de beneficiários do Bolsa Família receberam pela Caixa nesta segunda-feira (21). As parcelas de R$ 300 só serão pagas aos trabalhadores aprovados no Auxílio Emergencial de R$ 600.

Nem todos os que receberam os R$ 600 vão receber R$ 300. O governo Bolsonaro vai reavaliar mensalmente a todos. As regras excluem, por exemplo, dependentes de pessoas que tenham recebido mais de R$ 28.559,70 em rendimentos tributáveis no ano passado. Quem conseguiu emprego formal também não receberá. Além de impor uma diminuição no auxílio, o governo ainda afunila ainda mais quem irá receber.

Com informações da Agencia Estado




Tópicos relacionados

Auxílio emergencial   /    Governo Bolsonaro   /    Jair Bolsonaro   /    Economia

Comentários

Comentar