Juventude

UNESP EM LUTA

Ocupação da Unesp de Presidente Prudente sofre ameaça de reintegração de posse

Hoje, 04/06, estudantes em greve e em ocupação da direção da Unesp de Presidente Prudente receberam uma liminar de justiça com aviso de reintegração de posse do campus em 24h. Os estudantes deflagraram greve e ocupação no dia 02, quarta-feira, e seguem mobilizados por uma educação pública, gratuita e de qualidade, por permanência estudantil, por mais contratações, dentre outras pautas.

sábado 4 de junho de 2016| Edição do dia

Além de Presidente Prudente, também estão em greve os campi de Assis, Marília, Araraquara, Franca, Rio Preto e São Paulo, sendo que Marília e Assis também estão ocupados. A perspectiva é que outros campi endossem a luta nos próximos dias. Para organizar e unificar o movimento estadual, está sendo chamado um Conselho de Entidades Estudantil da Unesp (CEEU) pra os dias 17, 18 e 19 de junho no campus de Franca.

Os campi de Assis e Franca receberam um interdito proibitório no último mês, que impõe uma multa de R$50.000 por dia para estudantes citados nominalmente no documento. Essa medida mostra claramente o acordo feito entre as direções dos campi para reprimir e minar o movimento estadual crescente. É urgente que os estudantes, entidades e sindicatos das três universidades estaduais paulistas (USP, UNESP E UNICAMP) e as escolas que se colocam em luta se mobilizem para cercar esses campi de solidariedade e barrar a repressão.

A vitória do movimento perpassa por barrar as repressões das direções e da reitoria através da mobilização dos estudantes. Por isso damos todo apoio e solidariedades as/aos companheiras/os da Unesp de Presidente Prudente e chamamos os demais campi a se posicionarem contra essas medidas repressivas implementadas para desmobilizar o movimento estudantil que vem se organizando fortemente contra os cortes, a precarização e o desmonte da educação.

Nenhuma criminalização aos movimentos que lutam! Não vai passar nenhuma repressão!




Tópicos relacionados

Greve das estaduais paulistas   /    UNESP   /    Juventude

Comentários

Comentar