Política

NOMEAÇÃO GOVERNO TEMER

O Filho do Golpista Paulinho da Força é nomeado por Temer para o Incra em São Paulo

O deputado estadual em São Paulo Alexandre Pereira da Silva foi nomeado nesta segunda feira pelo presidente golpista Michel Temer para assumir a superintendência regional do Instituto Nacional de Colonização e reforma Agrária no Estado.

terça-feira 5 de julho de 2016| Edição do dia

O filho do deputado federal Paulo Pereira da Silva, Alexandre, é secretario geral do diretório paulista de seu partido e tem atuação na área sindical e trabalhista. Apesar de não ser ligado diretamente à área da agricultura, o site do partido Solidariedade informa que Alexandre já foi produtor de estufas num sítio da família em Jundiaí.

Com a entrada do governo golpista, o partido Solidariedade passou a ter influência sobre a área da agricultura familiar e reforma agrária sob a atuação de Paulinho. Quando deu o golpe, Temer até chegou a fundir o extinto Ministério do Desenvolvimento Agrário com o do Desenvolvimento Social. Paulinho da Força, porém, convenceu o presidente interino a desmembrar as duas áreas, criando a Secretária Especial da Agricultura Familiar e Desenvolvimento Agrário.

No toma lá e dá cá do golpe

Conforme denunciamos neste site inúmeras vezes, o golpe foi uma grande negociata entre os políticos da direita para ver quem tem uma posição mais avantajada dentro do Estado burguês. O Paulinho da Força Sindical conhecido por seus escândalos de corrupção esteve na linha de frente do golpe e como conseqüência disto quer ter o máximo de influencia dentro do governo golpista de Temer.

Como está demonstrando nas reuniões da "reforma" da previdência, cada vez mais o Paulinho da Força demonstra querer ser um transmissor dos interesses do governo golpista dentro do movimento de trabalhadores e agora dentro do campo. Além de cumprirem este vergonhoso papel, a burocracia da Força Sindical através do Paulinho e o seu filho querem ser agentes direto dos ataques que o governo golpista quer impor.

E possível que esta ação também seja por conta de um medo por parte dos golpistas com o Movimento Sem Terra (MST). Apesar de não estarem organizando nada de efetivo contra o golpe e também por se atrelarem a oposição moderada do PT, o MST continua sendo o maior movimento social da América Latina e qualquer ataque no campo o Michel Temer poderá se enfrentar diretamente com uma força social muito importante.

O Paulinho da Força e seu filho estão no governo golpista para garantir o retrocesso e prometem cumprir bem este papel. Para lutar contra este retrocesso, os trabalhadores da cidade do campo tem que impor através das lutas uma Assembleia Constituinte Livre e Soberana e pra isso é urgente denunciar o papel da patota da Força Sindical, mas também colocando que a CUT não é alternativa pra quem luta contra o governo golpista.




Tópicos relacionados

Governo Temer   /    Política

Comentários

Comentar