LULA

"Não tenham medo de mim", diz Lula aos empresários que aprovam reformas e privatizações

Durante o discurso desta quarta-feira, 10/03, no Sindicato dos Metalúrgicos, Lula lembrou como os empresários lucraram durante os governos petistas e fez uma nova sinalização de perdão aos golpistas.

quarta-feira 10 de março| Edição do dia

Foto: Douglas Magno / AFP

Responsáveis por todas as principais reformas desde o governo golpista Temer até o nefasto governo Bolsonaro, como a reforma trabalhista e a da previdência, hoje os empresários recebem um novo afago de Lula. “Não tenham medo de mim”, disse o petista aos mesmos golpistas que foram parte responsável em derrubar Dilma e colocar o próprio Lula prisão e sem provas, numa operação fraudulenta e arquitetada pelo imperialismo estadunidense, a Lava Jato.

Perdoar os golpistas e não assustar os empresários significa aceitar todas as privatizações e reformas, como a trabalhista e da previdência. Não por acaso Lula não falou uma palavra sobre as reformas durante todo seu pronunciamento. Mais uma vez Lula e o PT demonstram que estão muito bem dispostos a administrar o capitalismo brasileiro, mesmo que isso signifique perdoar todos os golpistas e não assustar o empresariado com mobilizações da classe trabalhadora, o que poderia de fato colocar limites nos planos da burguesia brasileira de retirada de direitos e aumento da exploração sobre os trabalhadores.




Tópicos relacionados

Bolsonaro   /    Prisão de Lula   /    Julgamento de Lula   /    Operação Lava-Jato   /    Governo Temer   /    Operação Lava Jato   /    Lula

Comentários

Comentar