Juventude

CIDADE LINDA

Na guerra contra a arte de rua em SP, Doria quer restringir venda de spray

sexta-feira 10 de fevereiro de 2017| Edição do dia

No dia em que a Câmara Municipal de São Paulo vai votar o projeto de lei antipichação que prevê multa de até R$50 mil reais e, o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), já anunciou mais uma ação na guerra contra a arte de rua. O tucano disse nesta sexta-feira, 10, que está elaborando outro projeto de lei para restringir a venda de tintas spray na capital paulista.

Não foi detalhado prazo, mas Doria afirmou que a medida legal será levada à Câmara "muito em breve". As duas leis - tanto a que prevê multa, quanto a que limita a venda de spray - foram chamadas pelo prefeito de "recadinho" para os pichadores. Doria também deve ter percebido os "recadinhos" deixados pelos que defendem a liberdade para a arte de rua, com manifestações nos muros e nas redes nas últimas semanas.

"Para comprar, (o consumidor) vai precisar ter identidade e vai ter que assinar documento. Vamos saber quem está comprando a tinta spray e vamos fiscalizar", disse o prefeito. "Tudo o que puder ser feito para limitar a ação desses vândalos, desses bandidos que picham e destroem a cidade, a Prefeitura vai fazer".

Doria teve acesso ao texto do projeto antipichação que será votado na tarde desta sexta na Câmara, mas destacou que a discussão e o resultado da votação dependem de uma "decisão soberana" dos vereadores.

O prefeito de São Paulo causou grande polemica ao destruir o maior mural de grafite da América latina e de lá pra cá vem numa verdadeira guerra contra a juventude e todos que se manifestam através da arte urbana. O Esquerda Diário impulsiona junto a juventude Faísca e a Diana Assunção que teve sua página atacada por denunciar a política repressiva de Doria, a campanha "Em Defesa da Arte de Rua". Siga a cobertura da votação do projeto na edição de hoje.




Tópicos relacionados

Arte de Rua   /    arte urbana   /    pixo   /    Grafite   /    João Doria   /    Juventude

Comentários

Comentar