Mundo Operário

BANCÁRIOS

Militantes bancários de São Paulo sofreram repressão policial durante uma manifestação

Moção de Repúdio dos bancários do MRT e do Esquerda Diário à repressão policial e à criminalização das lutas dos trabalhadores.

sexta-feira 1º de julho de 2016| Edição do dia

No dia 28 de abril, Messias Américo da Silva e Rodrigo Massatelli, ambos militantes do movimento sindical dos bancários de São Paulo, foram acusados injustamente pela Polícia Militar de Alckmim (PSDB/SP) por desobediência e obstrução da ação da justiça.

Eles estavam participando de uma manifestação em frente ao Banco Votorantim, na zona sul de São Paulo, contra a demissão de Priscila Rodrigues, dirigente do Sindicato dos Bancários de Bauru, funcionária deste banco.

A manifestação estava ocorrendo de maneira pacífica, com os bancários denunciando este ataque em frente à sede do banco. E a polícia chegou na abordagem truculenta. Toda a agressão com cassetetes e spray de pimenta dos policiais foi registrada e documentada por meio de áudios, vídeos e fotos. Mas os militantes correm risco de responder por “supostos” delitos.

Não podemos permitir a perseguição desses militantes e a repressão do Estado e da polícia à luta dos trabalhadores pelos seus direitos. Abaixo à repressão! Lutar não é crime!




Tópicos relacionados

Repressão   /    Bancários   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar