Mundo Operário

FALTA DE TESTES E EPIs

Metrô/SP: Mais de cem casos de afastamentos por contaminação ou suspeita de Covid-19

Enquanto Dória declara medidas pró-patronais de afrouxamento da quarentena, pelo menos 81 metroviários, entre efetivos e terceirizados, encontram-se afastados por contaminação ou suspeita de Covid-19, segundo levantamento feito pelo sindicato. Sem EPIs adequados nem testes massivos, os trabalhadores seguem expostos nos locais de trabalho.

quarta-feira 22 de abril| Edição do dia

Além desse número alarmante, o sindicato também apurou outros 30 afastamentos de metroviários que tiveram contato com algum contaminado e que por isso foram colocados em quarentena. Uma evidência clara de como não ter testes massivos torna irracional o combate à pandemia, uma vez que não se tem clareza nem de quantas pessoas estão realmente com Covid-19.

Quando se trata dos terceirizados, os números são mais nebulosos pela dificuldade ainda maior de acesso às informações. Desse total de 81 casos, o sindicato dos metroviários conseguiu apurar 4 casos confirmados e 8 suspeitos.

Como viemos denunciando no Esquerda Diário, a empresa não tem distribuído os EPIs em quantidade adequada aos funcionários, e pela via da justiça tem conseguido se isentar de tal responsabilidade, conquistando também a possibilidade do retorno ao trabalho de funcionários com mais de 60 anos, mediante assinatura de um termo de responsabilidade. Entre os terceirizados, muitos dos que pertencem ao grupo de risco não foram afastados, chegando ao absurdo de demissões no setor da limpeza. Frente ao descaso do governo, os metroviários levantaram uma grande campanha por EPIs adequados e testes massivos já!

Apesar do discurso de gestão racional, na prática Dória não se afasta em nada da política de Bolsonaro, pois também quer que os trabalhadores paguem por essa crise. Somente a organização nos locais de trabalho pode impor uma resposta independente desses governos que mostram como as nossas vidas não são prioridade frente aos lucros dos empresários.

Pode te interessar: Metrô/SP: Por um plano de emergência contra a pandemia imposto pela organização de base!

Reproduzimos abaixo nota oficial do Sindicato dos Metroviários sobre levantamento dos casos de Covid-19:

"Resumo dos casos de Covid-19 na categoria que chegaram ao conhecimento do Sindicato dos Metroviários de SP (até 22/04/2020):

- Confirmados por exame ou clinicamente: 38

- Suspeitos com sintomas: 31

- Afastado por ter tido contato com outro contaminado: 30

- Nenhum óbito confirmado de metroviário na ativa

Total de 99 afastamentos

- Trabalhadores terceirizados (contém subnotificação)

4 casos confirmados

8 suspeitos

Reafirmamos a importância de testes massivos, EPI’s adequados e em quantidade suficiente para efetivos e terceirizados! Comuniquem os membros da comissão responsável por esse levantamento caso ocorram novos casos, ou notifiquem pelo link:

https://sindicato.metroviarios-sp.org.br/covid19/ "




Tópicos relacionados

Coronavírus   /    Metrô   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar