Política

VAZAMENTO DE ÓLEO NO NE

Mesmo intimado pela justiça, Bolsonaro ignora medidas de proteção contra óleo vazado no Nordeste

No sábado (12) o juiz Fábio Cordeiro de Lima, da Justiça Federal de Sergipe, aceitou a solicitação da Ministério Público Federal sergipano que obriga o governo federal a adotar medidas efetivas de proteção às praias do estado que sofrem com vazamentos de óleo.

segunda-feira 14 de outubro| Edição do dia

As manchas de óleo no litoral do nordeste tem aparecido desde o fim do mês de agosto. O desastre ambiental já causou inúmeras mortes de animais e atraiu a preocupação de ambientalistas e da população, que inclusive se mobilizou para tentar conter.

Não obstante, tal preocupação não e compartilhada por Bolsonaro e seu ministro Ricardo Salles. O governo, que em outro episódio, já tinha comentado que quem se preocupava com meio ambiente deveria "cagar dia sim dia não". Desta vez, ele e seu ministro só insistiram em culpar a Venezuela, apesar de um relatório da UFS ter mostrado que o óleo é da Shell.

Nem mesmo uma intimação da justiça parece ter feito Bolsonaro se mover. No sábado (12) o juiz Fábio Cordeiro de Lima, da Justiça Federal de Sergipe, aceitou a solicitação da Ministério Público Federal sergipano que obriga o governo federal a adotar medidas efetivas de proteção às praias do estado que sofrem com vazamentos de óleo.

No entanto, até o presente momento, nenhuma medida foi tomada. É necessário remarcar que tal atitude não é a toa e faz parte de seu projeto de país totalmente submisso ao imperialismo e às empresas petrolíferas, mineradoras e ao agronegócio. Com atitudes similares ao caso de Brumadinho ou das queimadas na Amazônia, seu governo vai cada vez mais degradando o meio ambiente.




Tópicos relacionados

Ministério do Meio Ambiente   /    Governo Bolsonaro   /    Nordeste   /    Jair Bolsonaro   /    Meio Ambiente   /    Política

Comentários

Comentar