Sociedade

ABORTO

Menina de 10 anos estuprada desde os 6 anos pelo tio engravida e justiça “analisa” sobre aborto

Advogados e juristas falam que a lei coloca a vida em primeiro lugar, mas que vida essa criança abusada vai ter? O Estado de Bolsonaro irá garantir a vida do feto ou da criança?

sexta-feira 14 de agosto| Edição do dia

Aconteceu no norte do Espírito Santo no município de São Mateus. A menina acompanhada pela tia foi atendida no Hospital Roberto Silvares no último sábado (8) e foi constatada a gravidez por exame de sangue. A menina relatou a equipe médica que era constantemente abusada e ameaçada de morte pelo tio, caso contasse, desde os 6 anos de idade.

O Conselho Tutelar foi acionado, A criança está sob medida protetiva e foi encaminhada para um abrigo. A legislação brasileira permite o aborto em caso de estupro, feto anencéfalo, e quando a gestação apresenta risco de vida para a mulher. Entretanto, a justiça do ES “analisa” o caso com o argumento que a Constituição Brasileira reconhece a vida humana como o mais importante valor do Direito brasileiro, tanto a intrauterina (do feto) como a extrauterina (da criança no caso). No entanto, estima-se que o aborto, por se proibido impedindo a mulher de ter livre escolha sobre seu corpo, é a quarta causa de mortes maternas no país.

Além de ser um verdadeiro absurdo permitir que uma criança de dez anos assuma a responsabilidade de ser mãe passando por uma gestação, fruto de 4 anos de estupros e abusos, a gestação nessa idade afetará o seu desenvolvimento físico e sua saúde. Ainda assim a justiça, do Estado que tem Bolsonaro e os militares à frente, pensa em defender a vida do feto, colocando em risco a vida de uma criança que ainda vai ter que superar seus traumas durante toda sua vida.

Letícia Parks do Quilombo Vermelho e Maíra Machado pré-candidata a vereadora do MRT pela legenda democrática do PSOL em Santo André SP, comentaram o caso em seus perfis de twitter. Ambas são também do grupo internacional de mulheres Pão e Rosas. Confira:




Tópicos relacionados

Espírito Santo   /    Legalização do Aborto   /    Aborto   /    Professora Maíra Machado #umavozAnticapitalistaemSantoAndre   /    Estupro   /    Sociedade   /    Poder Judiciário   /    Direito ao aborto

Comentários

Comentar