Cultura

TEATRO

Mateus Nachtergaele apresenta peça baseada em poemas de sua mãe

Depois de passar por Curitiba, Ouro Preto, Rio de Janeiro e Pernambuco, chega a São Paulo “Processo de Conscerto do Desejo”, peça em monólogo baseada nos poemas escritos pela mãe do ator antes de seu nascimento.

quarta-feira 6 de abril de 2016| Edição do dia

Mateus Nachtergaele nasceu em 1968, e quando tinha apenas três meses de idade sua mãe cometeu suicídio. A ausência mãe, muito sentida mas dificilmente trabalhada pelo recém-nascido, retorna como uma visitação à poesia da mãe no palco, através de canções. Daí, o jogo de palavras do título: um concerto feito com poemas para tentar consertar algo que ficou quebrado, perdido. Viver um luto que ficou em suspenso.

O ator diz que cogitou a possibilidade de chamar uma atriz para dirigir esse processo e viver a mãe, mas acabou concluindo que ele mesmo precisava dizer os poemas. Para cantar os versos de Maria Cecília, o ator traz o violão de Luã Belik e o violino de Henrique Rohrmann. As músicas que coloca no palco também tem um motivo no passado vivido pela mãe, trazendo tanto músicas que ela gostava como algumas que eram tocadas pelo seu pai na época em que se conheceram, quando ele tocava banjo na Traditional Jazz Band. São músicas de Zé Keti, Bach e Paulinho da Viola.

Sobre os poemas de sua mãe, Mateus diz que representam “o melhor texto que ele já leu”, e que, a despeito de toda a afetividade que nutre pelos poemas, representam os escritos de “uma jovem moderna, com pensamentos protofeministas e visão política do que é ser mulher”, além de “uma boa dose de tristeza, como todo grande poeta.”

Serviço:

Processo de Conscerto do Desejo
Sesc Pompéia.
Rua Clélia, 93
Quinta a sábado às 21h; domingo às 19:30
Ingressos de R$ 7,50 a R$25
estreia 7/4 e fica em cartaz até 1/5




Tópicos relacionados

Teatro   /    Cultura

Comentários

Comentar