Política

REFORMA DA PREVIDÊNCIA

Marco Feliciano admite que emendas de Bolsonaro foram para aprovar a Reforma da Previdência

Em entrevista hoje realizada na rádio Jovem Pan, o deputado federal da bancada da bíblia, Pastor Marco Feliciano (PODE-SP) admitiu claramente que a liberação de emendas parlamentares feitas pelo presidente Bolsonaro foram para conseguir aprovar a Reforma da Previdência, pois é uma pauta "bomba que tira os direitos da população", afirmou.

terça-feira 23 de julho| Edição do dia

Segundo o deputado, “a pauta de previdência é uma pauta bomba, porque você (deputado) vai votar algo que vai tirar direito do povo. Se você tirar o direito do seu eleitor, você tem que ter uma contrapartida para você não perder esse eleitor na próxima eleição. Aí entra a questão das emendas”. Feliciano ainda conclui que as emendas são para que os deputados possam investir em “melhorias” locais para seus eleitores, enquanto votam pela retirada do direito de aposentadoria dos trabalhadores.

O governo Bolsonaro, nas vésperas da votação bateu recordes em liberação de emendas parlamentares. Em menos de dez dias liberou mais de 2,7 bilhões de reais, sendo R$ 1,5 bilhão empenhado apenas em emendas individuais apresentadas por 550 deputados e ex-deputados federais. Assim, Bolsonaro, Guedes, e Maia conseguiram aprovar com 379 votos a Reforma da Previdência em 1° turno, para acabar com a aposentadoria da classe trabalhadora.

Marco Feliciano confessou o que já era bem evidente: o famoso “toma lá dá cá” dos governos, liberando emendas, concessões e benefícios para aprovarem projetos do Executivo, principalmente projetos impopulares como é a nefasta Reforma.

Esse jogo de emendas parlamentares em troca dos votos pela Reforma da Previdência feito por Bolsonaro nada mais é do que a face mais suja que os golpistas podem ter em relação à retórica de que as Reformas, e em particular a Reforma da Previdência, são boas e que tirar um pouco de dinheiro daqui e dali é necessário, pois o país não tem dinheiro por conta da crise.

Essa é um mentira dos capitalistas, porque assim que foi preciso, Bolsonaro arrumou rapidamente dinheiro para agradar a bancada do agronegócio, dos evangélicos, com isenções fiscais milionárias, e dinheiro em emendas para os deputados da Câmara.

Veja o vídeo da entrevista abaixo:




Tópicos relacionados

Governo Bolsonaro   /    Marco Feliciano   /    Reforma da Previdência   /    Política

Comentários

Comentar