Mundo Operário

Manifestação dos metroviários de SP mostra enorme força rumo a greve dia 12

Forte manifestação de rua dos metroviários na manhã de hoje denunciou a tentiva de Doria de atacar os direitos desses trabalhadores que estão na linha de frente durante toda a pandemia.

terça-feira 11 de maio| Edição do dia

O governador Dória ataca os metroviários desde o início da pandemia, atacando o Acordo Coletivo, cortando direitos como o adicional de férias e noturno e congelando salários desses trabalhadores que estão durante toda a pandemia batalhando contra a precarização para transportar a população enquanto já foram mais de 1000 metroviários contaminados e 25 mortos. Dória ainda quer cortar o número de funcionários e atacar os direitos do setor, enquanto deu mais de R$1 bilhão para os empresários da linha privada.

- O que está em jogo na greve do dia 12 no Metrô de SP, e 6 propostas para ela vencer

- Nossa Classe Metroviários: Chamado de unidade da esquerda por assembleias democráticas

Muito importante e significativa a mobilização dos metroviários e metroviárias hoje, no ato em frente ao centro de controle operacional, com uma forte presença dos trabalhadores da manutenção, o que mostra uma enorme disposição de não aceitar nenhum ataque e retirada de direitos dos trabalhadores que estão na linha de frente desde o começo da pandemia.

Fernanda Pelluci, diretora do sindicato dos metroviários pela chapa 4 Nossa Classe disse direto do ato para o Esquerda Diário:

“Essa mobilização mostra que é possível barrar completamente os ataques aos metroviários e conquistar nossas reivindicações. É fundamental agora manter essa mobilização e levar adiante e fortalecer a greve do dia 12, que merece apoio de toda a população, porque os ataques aos metroviários é parte da precarização e terceirização do metrô, que se expressa no transporte cada vez mais lotado e com uma piora na infra estrutura diante da crise sanitária, e é também parte de atacar os direitos do conjunto dos trabalhadores como já vem fazendo não só João Doria mas também Bolsonaro o Congresso e o STF, usando o metrô como exemplo para passar ainda mais ataques."

Veja imagens da mobilização hoje:

Nós do Esquerda Diário nos colocamos ao lado dos trabalhadores do metrô e de toda classe trabalhadora contra os ataques do governos, para que os capitalistas paguem pela crise.




Tópicos relacionados

São Paulo   /    metroviários   /    João Doria   /    Metrô   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar