×

DESIGUALDADE SALARIAL | MG: Fiat contrata novatos, a maioria mulheres, com salário reduzido a menos da metade.

A FIAT se apoia no machismo e aproveita da falta de opção de muitas trabalhadoras para reduzir os salários para menos da metade.

quarta-feira 12 de maio | Edição do dia

Foto: Christian Castanho/Quatro Rodas

Em plena pandemia, a FIAT que é conhecida como a montadora que pior paga seus funcionários tem se aproveitado da pandemia e do crescente desemprego que tem deixado famílias desamparadas para contratar novatos com salário reduzido. A maioria deles são mulheres, sendo um exemplo de como a desigualdade salarial entre homens e mulheres, negros e brancos, é usado pelos patrões para rebaixar o salário de toda a classe.

Os funcionários que trabalham nas sedes da FIAT em Minas Gerais denunciaram não só a redução brutal do salário inicial que passou para cerca de R$1.500 mensais, menos da metade do valor anterior, como denunciaram também as condições de trabalho abusivas. Segundo as trabalhadoras da FIAT, além da carga horária extenuante, elas são obrigadas a pedir permissão aos seus chefes para poderem ir ao banheiro.

Pode te interessar:

A FIAT se aproveita da falta de opção de muitas trabalhadoras que muitas vezes colaboram com a única fonte de renda da família e enfrentam dupla/tripla jornada para manter contratos precários e salários baixos, que não são suficientes para pagar o aluguel, transporte e alimentação dos seus próprios funcionários e muito menos de suas famílias.

Enfrentemos os patrões unificando nossas forças contra a ganância capitalista que se apoia no machismo para explorar ainda mais a classe trabalhadora.

💬 Quer denunciar? Mande seu relato para +55 31 9315-2140
E siga o Esquerda Diário nas redes e plataformas de streaming!

Recomendado: Pela igualdade salarial entre negras e brancas, homens e mulheres




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias