Sociedade

Idoso de 67 anos é expulso de estádio por ler Marx

No último domingo, 1, um torcedor do Palmeiras de 67 anos foi expulso do estádio por um protesto silencioso. O senhor foi expulso, pelos demais torcedores, por estar lendo um livro sobre o grande revolucionário Karl Marx.

terça-feira 3 de dezembro de 2019| Edição do dia

A situação ocorreu no intervalo da derrota do Palmeiras, por 3 a 1, para o Flamengo, no Allianz Parque (estádio do Palmeiras).

O torcedor palmeirense, Edílson, passou o primeiro tempo da partida realizada no último domingo lendo o livro Marx - Ciência e Revolução, de Márcio Bilharinho Naves. A ação, feita em forma de protesto contra o desempenho do time, incomodou outros torcedores palmeirenses, que expulsaram Edílson do estádio.

A motivação ideológica para essa expulsão fica ainda mais escancarada quando se nota que toda a partida foi marcada por protestos por parte da torcida do Palmeiras contra o desempenho do time na reta final do Campeonato Brasileiro. Porém, o único que incomodou ao ponto de um torcedor de 67 anos ser expulso do estádio, foi um protesto silencioso.

Essa repressão ao torcedor que lia Marx, acontece em tempos de ataques ao marxismo, à ciência e de tentativa de censura por porte de Bolsonaro e seus seguidores.




Tópicos relacionados

Karl Marx   /    Sociedade

Comentários

Comentar