Sociedade

FILA INTERMINÁVEL NO INSS

Idosa que enfrenta fila do INSS: "Se não fosse minha filha, não estava nem comendo"

São quase dois milhões na Fila de pedidos de aposentadoria, salário-maternidade e BPC à espera de resposta do governo. De forma absurda, a promessa é de acabar com as filas somente em setembro.

sexta-feira 17 de janeiro| Edição do dia

Imagem: Márcia Foletto

As filas intermináveis são um cenário comum do cínico imaginário capitalista ao retratar o socialismo, o regime cubano e tudo que derive dele. Pois bem, para alegria dos capitalistas, que querem retirar todos os nossos direitos, o que estamos assistindo no despertar de 2020 não é uma virada comunista do país. Pasmem, foi um governo de extrema direita que colocou 2 milhões de brasileiros para comer o pão que o diabo amassou em uma espera que só promete ser finalizada em setembro.

O sofrimento das famílias passam por relatos terríveis, pessoas que ficam desamparadas e que precisam se apoiar onde podem para não viver na miséria. Veja o relato de Veralucia, de 64 anos, que após contribuir para a Previdência por 20 anos, na maior parte do tempo como doméstica, deu entrada no pedido de aposentadoria pela internet, em julho do ano passado. Em novembro, no entanto, a moradora do Paranoá - cidade do DF a cerca de 20 quilômetros de Brasília - teve que voltar a um posto do INSS para digitalizar a carteira de trabalho. Segundo ela, o atendente disse que a resposta deveria chegar em meados de dezembro, o que até hoje não ocorreu:

- Mandaram eu aguardar. Disseram que em dezembro eu receberia a carta para receber, mas até agora nada. Por isso, que eu vim aqui na agência saber, mas tem que aguardar ainda. Tenho minha filha, que me ajuda. Se não fosse ela, não estava nem comendo. Só quem está empregada é ela. Preciso do benefício, não aguento mais ficar dependendo dos outros, fico sem jeito — disse.

Bolsonaro aprovou em 2019 a Reforma da Previdência, um brutal ataque aos trabalhadores, e à juventude que ingressa no mercado de trabalho, já sem perspectivas de se aposentar. Hoje são quase 2 milhões de pedidos feitos ao INSS em fila de espera. Diversos trabalhadores e trabalhadoras que frente ao avanço e aprovação da Reforma da Previdência correram para garantir seus direitos.

Segundo o instituto, desse total, 1,3 milhão aguardam a liberação há mais de 45 dias - prazo regulamentar para conceder ou negar uma solicitação. Depois disso, o INSS é obrigado a pagar correção monetária sobre os valores que devidos.

Após o sucateamento do INSS, Bolsonaro contratará 7 mil militares. A medida vai ter um custo de R$ 14,5 milhões por mês – em seis meses atingindo um montante de quase R$ 90 milhões.

Com informações do O Globo




Tópicos relacionados

Paulo Guedes   /    Capitalismo   /    Reforma da Previdência   /    Sociedade

Comentários

Comentar