Economia

REFORMA ADMINISTRATIVA

Guedes chama a reforma administrativa de “calibrada e moderada”

Reforma administrativa retira direitos de trabalhadores e mantém os de juízes, promotores, deputados e senadores.

terça-feira 11 de maio| Edição do dia

Imagem: EVARISTO SÁ / AFP

O projeto cria cinco tipos de vínculos com os novos servidores, apenas um garante a estabilidade do cargo após três anos. Há previsão de realização de concursos, mas para alguns vínculos será permitido o ingresso por seleção simplificada.

O ministro Paulo Guedes disse: “calibramos e moderamos bastante, exatamente conversando com parlamentares, trocando ideias, recebendo críticas”.

Os trabalhadores perdem uma série de direitos como férias superiores a trinta dias, licença prêmio e adicionais por tempo de serviço. Os parlamentares, entretanto, garantiram que juízes, promotores, procuradores, desembargadores, deputados e senadores ficassem fora dessas novas normas.

Leia também: Os ares latinos de luta: façamos como os colombianos, façamos tremer Bolsonaro e golpistas




Tópicos relacionados

Reforma Administrativa   /    Paulo Guedes   /    Servidores Públicos   /    Trabalhadores   /    Economia

Comentários

Comentar