×
Rede Internacional

CORRUPÇÃO DAS VACINAS | Governo vê “denunciação caluniosa” nas acusações contra Bolsonaro no caso da Covaxin

Caso Covaxin leva a Bolsonaro a pedir investigação de deputado federal e servido do Ministério da Saúde alegando "denunciação caluniosa", pois eles afirmam que informaram ao governo sobre a irregularidade.

quinta-feira 24 de junho | Edição do dia

Luis Miranda(DEN-DF) e Jair Bolsonaro Foto: Reprodução

Depois de Queiroga irritado afirmou que não comprou nenhuma vacina de Covaxin, quando foi questionado se sabia de irregularidade, o governo caminha para abrir processo por “denunciação caluniosa” contra o servidor do Ministério da Saúde, Luis Ricardo Miranda , e seu irmão o deputado federal Luis Miranda (DEM-DF)

Veja também: Queiroga se irrita após ser questionado sobre aquisição da vacina Covaxin

Onyx Lorenzoni, ministro da Secretaria Geral da Presidência, confirmou que Bolsonaro pedirá para a Procuradoria Geral da República (PGR) e para Controladoria Geral da União (CGU) que os investiguem.

Ricardo Miranda, chefe da divisão de importação do Ministério da Saúde, afirma ter avisado e apresentado documentação que comprova para Bolsonaro sobre a irregularidade da compra da vacina.

Veja também:Bolsonaro sabia de irregularidades na compra da Covaxin, diz deputado

Além disso, Onixy afirma que o governo pedirá investigação por prevaricação porque Ricardo Miranda não teria comunicado o seu chefe, o ministro da Saúde Marcelo Queiroga.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias