Educação

AMEAÇA CONTRA A EDUCAÇÃO

Governo Witzel ameaça fechar C. E. prof. Abigail Cardoso em São Gonçalo

Decisão autoritária do governo veio com a alegação que não há demanda para a escola, situada em um bairro carente. No entanto a SEEDUC abriu matricula para uma escola militarizada nova em um bairro central no mesmo município.

quinta-feira 23 de janeiro| Edição do dia

A comunidade escolar do C. E. Professora Abigail Cardoso foi pega de surpresa com a notícia de que a escola será fechada este ano. A unidade escolar está situada no bairro do Jardim Catarina, uma das localidades que mais sofrem com a brutal intervenção da polícia militar de Witzel em São Gonçalo. Segundo a alegação da SEEDUC o baixo número de matrículas indica que não há demanda para a escola. No entanto, professores e pais de alunos denunciam que o baixo número de matrículas é devido a problemas com o sistema de matrícula online, que tem dificultado o acesso da comunidade escolar, já que não é mais possível mais efetuar a matrícula no balcão da própria escolas.

Ao mesmo tempo, a SEEDUC anunciou a abertura de matrículas para o Colégio Estadual Cel. PM Marcus Jardim, uma unidade de ensino com "vocação cívico-militar". Trata-se de uma escola nova, aberta no bairro próximo de Alcântara, um importante centro comercial da região. Se não há demanda para a escola do Jardim Catarina, por que a secretária está abrindo outra escola próxima? A comunidade escolar C.E. Professora Abigail Cardoso denuncia que o fechamento é uma forma de forçar os estudantes a migrarem para a nova escola, que é militarizada.

As escolas militarizadas são um absurdo do governo Witzel para impedir a mobilização dos professores e estudantes, trazendo a lógica do autoritarismo militar para a escola. Esse ataque vem sendo levado a frente diligentemente pelo secretário de educação Pedro Fernandes, o mesmo que tenta aumentar a sobrecarga dos professores que já estão a seis anos com salário congelado. É preciso lutar contra esse absurdo.

Abaixo reproduzimos a carta da comunidade escolar do C. E. Professora Abigail Cardoso:

O Governo do Estado através da Secretaria de educação do estado do Rio de Janeiro (Seeduc-RJ), em mais uma decisão autoritária e infundada que vem caracterizando a gestão Witzel e Pedro Fernandes, pretende fechar o Colégio Estadual Professora Abigail Cardoso, localizado no bairro do Jardim Catarina município de São Gonçalo, sem prévia consulta a comunidade escolar e com justificativas que não se amparam com a realidade. O Governo mente quando diz que não há demanda para nossa escola, mente quando afirma que investirá em novas escolas, mas ao invés disso fecha escolas em comunidades carentes para abrir outras em regiões centrais onde a oferta já é bem maior, com decisões assim Witzel e Pedro Fernandes se colocam contra os trabalhadores e trabalhadoras do Estado e mostram para quem de fato governam.

A comunidade do Jardim Catarina não se calará diante desse grave ataque a educação e ao povo pobre e trabalhador. Queremos nossa escola aberta e funcionando, oferecendo uma educação pública, gratuita e de qualidade, como vem fazendo há 50 anos.

#nenhumaescolaamenos
#abigailresiste
#governoinimigodaeducação




Tópicos relacionados

Wilson Witzel   /    Militarização das escolas   /    Educação   /    Rio de Janeiro

Comentários

Comentar