Internacional

GREVE NA FRANÇA

Semana decisiva: Fortes mobilizações de greve nesta manhã em Paris. Estação de Lyon fechada

Os grevistas estão em peso em frente à sede da RATP para iniciar esta semana decisiva de luta convocada pela coordenação na última sexta-feira, após os anúncios do governo. Uma primeira ação bem-sucedida ocorreu na estação conhecida como Gare de Lyon e levou a SNCF a fechar a estação o dia inteiro por medo dos riscos com o superlotamento.

segunda-feira 23 de dezembro de 2019| Edição do dia

Artigo traduzido de Revolution Permanente, seção francesa do Esquerda Diário.

Os grevistas fazem uma primeira demonstração de forças neste primeiro dia de férias. Com centenas invadindo a Gare de Lyon após a concentração na sede da RATP, eles demonstram mais uma vez sua combatividade. Sem nenhuma trégua, como eles levantam, determinados a fazer dessa semana de Natal uma semana de ações decisivas para endurecer o movimento e fazer o governo desistir de uma vez por todas.

Diante dessa impressionante determinação, a SNCF teve de cancelar a viagem dos trêns do dia e desocupar toda a estação. Uma conquista para os grevistas, que demonstram mais uma vez que sua base decidiu tomar a frente do combate até o fim e que nenhum serviço mínimo será mantido sobre as costas do movimento. Se as direções sindicais decidem por uma data mobilização somente no dia 9 de janeiro, os grevistas mostram que eles estarão mobilizados durante as férias, sem esperar 20 dias para voltar às ruas.

Uma primeira conquista que marca o início de uma semana agitada, em um cenário com o desafio do movimento se fortalecer e se generalizar mesmo após as primeiras declarações de trégua do governo e de algumas das lideranças sindicais.




Tópicos relacionados

Greve Geral na França   /    Emmanuel Macron   /    Reforma da Previdência   /    Greve   /    França   /    Transporte   /    Internacional

Comentários

Comentar