QUEIMADAS

Fogo no Pantanal coloca em perigo animais como onça pintada e arara azul

Criminosos incêndios chegam ao Pantanal nesta semana destruindo mais de 1 milhão de hectares e matando diversas espécies de animais. O governo do Mato Grosso do Sul decretou situação de emergência por conta dos incêndios que triplicaram neste ano sob governo Bolsonaro.

sexta-feira 13 de setembro| Edição do dia

Desde quinta-feira, 12, o governo do Mato Grosso do Sul decretou situação de emergência no estado por conta de incêndios florestais que até então consumiram cerca de 1 milhão de hectares, segundo estimativa do Ibama. Nas regiões do fogo, foram encontrados diversos animais mortos.

O Pantanal é um dos biomas brasileiros mais importantes, além de ser considerado patrimônio natural mundial. Agentes que estão nas áreas para conter e apagar os incêndios, assistiram cenas de desespero dos animais tentando escapar do fogo.
Diversas regiões do Pantanal, como no município de Miranda, além de centros turísticos importantes do estado pela beleza e riqueza natural, são locais de fonte de pesquisa em animais como a onça pintada e a arara azul, ambos em sério perigo de extinção.

O decreto assinado nesta quinta-feira pelo governador Reinaldo Azambuja (PSD) que declara situação de emergência busca garantir recursos e apoio do governo federal no combate aos criminosos incêndios. Entretanto, é contraditório quando sabemos que este mesmo governador é um rico latifundiário com fazendas no Mato Grosso do Sul, confirmando que tanto o governo do estado do MS como o governo federal são cúmplices dos monstruosos crimes ambientais que vem avassalando o país nas últimas semanas.

Desde o início do governo Bolsonaro triplicaram os incêndios na região do Pantanal, chegando a mais de 6 mil. É catastrófico e revoltante ver a destruição do agronegócio e do bolsonarismo ocorrendo na Amazônia e agora chegando no Pantanal, destruindo importantes biomas e espécies de animais.




Tópicos relacionados

Amazônia   /    Governo Bolsonaro

Comentários

Comentar