Internacional

INTERNACIONAL

Filadélfia tem segunda noite de protestos após assassinato de homem negro pela polícia

Protestos tomaram conta da Filadélfia na noite da segunda-feira, 27, depois que a polícia matou Walter Wallace Jr, um homem negro de 27 anos, alegando que ele estava armado com uma faca. A família da vítima diz que ele tinha problemas psicológicos e estava tendo uma crise.

quarta-feira 28 de outubro| Edição do dia

Imagem: Mark Makela/Getty Images/AFP

Veja mais: O assassinato brutal de um afro-americano por policiais na Filadélfia desencadeia novos protestos

O Departamento de Polícia da Filadélfia, que investiga o caso, disse que dois policiais atiraram várias vezes em Walter Wallace Jr. após resistência.

Um vídeo da ação policial, feito por um pedestre e muito compartilhado nas redes sociais, mostra Wallace se aproximando de dois policiais, que sacaram as armas depois de instrui-lo a soltar a faca. Na gravação, os agentes recuam. Em seguida, há um corte e são ouvidos muitos disparos, com Wallace já caindo na calçada.

Com um vídeo da ação, a família de Wallace e ativistas argumentam que os policiais podiam usar armamento não letal para imobilizá-lo. "Por que eles não usaram uma arma de choque?" perguntou Walter Wallace, pai da vítima, em entrevista ao jornal Philadelphia Inquirer. Segundo ele, seu filho estava tomando medicamentos. "Ele tem problemas psicológicos. Por que a polícia tem que atirar nele?"

Algumas horas após o caso, pelo menos 300 manifestantes se reuniram nas ruas para protestar contra a violência policial e o racismo. Diversos atos ocorreram em toda a cidade.

O episódio de violência é o mais recente depois de meses de protestos antirracismo que ainda ocorrem em todo o país desde a morte de George Floyd, um negro de 46 anos morto por um policial branco de Minneapolis - mesmo alertado pela vítima e colegas, o policial ficou 9 minutos ajoelhado sobre o pescoço de Floyd, em 25 de maio. Floyd morreu sufocado.

Pode te interessar: Julia Wallace dos EUA: “A luta multi-étnica em curso é o pior pesadelo da burguesia americana"

Com informações da Agência Estado.




Tópicos relacionados

Racismo Policial   /    Protestos   /    #BlackLivesMatter   /    Racismo EUA   /    Violência policial   /    Internacional

Comentários

Comentar