Internacional

KARL MARX

Extrema-direita ataca túmulo de Marx em Londres: medo do legado revolucionário

KARL MARX | O túmulo do revolucionário foi atacado em ação aparentemente cometida pela extrema-direita, em Londres. O legado do revolucionário mais que nunca assombra aos reacionários defensores da sociedade dividida em classes.

quinta-feira 7 de fevereiro| Edição do dia

Não é somente no Brasil que a extrema-direita possui ódio das ideias revolucionárias de Karl Marx. O ódio ao revolucionário que estudou profundamente a estrutura econômica do capitalismo e da sociedade de classes é internacional (do ponto de vista das classes possuidoras, é claro). O revolucionário que incitou revoluções e tantos levantes ao longo de mais de um século e meio na história mostra que suas ideias e contribuições científicas permanecem tão vivos a ponto de gerar ódio em setores da extrema-direita.

Este é o motivo do ataque ao túmulo de Karl Marx. O túmulo do revolucionário foi afetado em sua parte mais antiga e mais frágil, uma placa de metal em que estão escritos os nomes de Karl Marx e seus parentes enterrados. A placa foi afetada por um objeto aparentemente pontiagudo. De acordo com a administração do cemitério de Londes, ’’O nome de Karl Marx parece ter sido particularmente atacado, por isso não foi um simples acidente aleatório em um monumento, mas sim um ataque muito seletivo contra Karl Marx’’.

A extrema-direita, tão baixa em suas ações em todo o mundo, tenta destruir um monumento em homenagem ao revolucionário por saber que seu legado é perigoso para a manutenção da sociedade de classes. Por mais que setores da extrema-direita internacional tentem apagar a memória Marx, seu legado se mantém firme e intacto na mente, nos estudos e na atuação prática de milhares de revolucionários e trabalhadores em todo o mundo, com novos jovens despertando para a consciência política a cada dia.




Tópicos relacionados

Karl Marx   /    Extrema-direita   /    Internacional

Comentários

Comentar