×

PIBID Recife | Estudantes cortam BR-101 em Recife contra os atrasos das bolsas do PIBID

Os estudantes protestam contra os cortes do governo Bolsonaro na educação e na ciência e exigem o pagamento imediato das bolsas atrasadas do PIBID (Programa de Bolsas de Iniciação à Docência) referente ao mês de setembro.

quarta-feira 27 de outubro | Edição do dia

O ato foi deliberado em reunião de mobilização convocada pela UEPE (União dos Estudantes de Pernambuco) semana passada. Os estudantes protestam contra os cortes do governo Bolsonaro na educação e na ciência e exigem o pagamento imediato das bolsas atrasadas do PIBID (Programa de Bolsas de Iniciação à Docência) referente ao mês de setembro.

Veja cobertura da luta contra atrasos de bolsas e salários do PIBID, RP e Ciee

A concentração do ato ocorreu por volta das 17h em frente a reitoria da UFPE e se dirigiu até ao semáforo da BR-101 em frente ao hospital da clínicas onde o trânsito foi paralisado pelos estudantes, que carregavam faixas e cantaram palavras de ordem contra o governo Bolsonaro e os ataques a educação e aos estudantes. Intensificado pelo horário de pico, o congestionamento podia se contar aos quilômetros.

A manifestação havia decidido liberar o trânsito de uma da via paralisada para interditar a outra mão quando a Polícia Rodoviária Federal chegou ao local e reprimiu os manifestantes utilizando spray de pimenta. A mobilização não retrocedeu, e sob gritos contra a polícia e palavras de ordem, retomou a rua e interditou o semáforo. Após paralisar a via por cerca de 10 minutos, os estudantes decidiram por terminar a manifestação e dispersaram pacificamente.

As bolsas não pagas são referentes ao mês de setembro e, segundo a nota oficial da CAPES, o pagamento foi adiado por causa do Projeto de Lei nº 17/2021, que é referente a recomposição orçamentária do programa. Este PL é efeito direto do corte astronômico realizado pelo Ministério da Economia, que reduziu o valor total de R$690 milhões de reais de orçamento para ciência para R$55 milhões, colocando a própria existência das bolsas PIBID em risco. Enquanto isso, no país da fila do osso e do lixo governado por Bolsonaro, milhares de estudantes bolsistas passam por dificuldade financeira e até mesmo fome devido aos atrasos no pagamento.

O atraso das bolsas PIBID e corte para os fundos de ciência são inadmissíveis. É preciso mobilizar o movimento estudantil nacionalmente organizando greve, paralisações e atos de rua, para se enfrentar com o governo e derrotar mais este ataque. Neste sentido, a paralisação da faculdade de história da UFPE é um exemplo a ser seguido. Porém, para isso é fundamental massificar a luta, é preciso convocar imediatamente assembleias de base em todos os cursos, em todas as faculdades. Esta é uma responsabilidade de todos os DCEs, CAs e DAs, assim como de todas as correntes de esquerda do movimento estudantil.

Veja também: Pagamento das bolsas segue sem previsão. É urgente unir bolsistas, estagiários e residentes

Nós do MRT (Movimento Revolucionário de Trabalhadores) e do Esquerda Diário nos somamos a essa luta e nos colocamos ao lado de todos os estudantes que tiveram suas bolsas cortadas, oferecendo nossas ferramentas multimídias de informação e difusão para que essa luta triunfe.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias