Juventude

INTERVENÇÃO NO CEFET-RJ

Em ato, alunos do CEFET-RJ expulsam interventor da instituição

Na última quinta feira, o Ministro da Educação Abraham Weintraub desrespeitou a decisão da eleição de diretor do CEFET-RJ e nomeou seu assessor como interventor. Os alunos então fizeram um ato na manhã de hoje, expulsando o interventor. Que o exemplo do CEFET inspire o resto do movimento estudantil!

segunda-feira 19 de agosto| Edição do dia

Na útlima quinta-feira (15/08), o Ministro da Educação Abraham Weintraub agiu de forma totalmente autoritária e resolveu intervir no tradicional colégio técnico carioca, o CEFET-RJ, expulsando o reitor eleito Maurício Motta e pondo no seu lugar um assessor do ministro, Maurício Aires Vieira.

Frente a essa medida autoritária, os alunos da escola preparam uma recepção calorosa ao interventor: na manhã desta segunda, fizeram uma barreira humana para impedir sua entrada na sala da direção geral

Não satisfeitos em apenas impedir a sua entrada, os estudantes mandaram o interventor ao seu devido lugar: para fora do CEFET!

Esta intervenção autoritária de Weintraub e de Bolsonaro desrespeitando as eleições de IFs e Universidades não foi a primeira e provavelmente não será a última. Frente as traições da UNE nos últimos atos da educação, como foi possível ver nos atos do último dia 13, sensivelmente menor do que os outros, os estudantes do CEFET-RJ dão um exemplo de auto organização que pode apontar o caminho para que possamos derrotar os ataques de Bolsonaro e Weintraub. Fora interventor do CEFET-RJ! Todo apoio à luta dos estudantes!

Ver também: Entre a disposição de luta da juventude e a necessidade de um outro projeto de sociedade




Tópicos relacionados

Weintraub   /    Governo Bolsonaro   /    Rio de Janeiro   /    Juventude

Comentários

Comentar