Sociedade

MEDICINA DO CAPITAL / CAPITALISMO E SAÚDE /

Direito à saúde, lutas sociais e protagonismo dos trabalhadores

Gilson Dantas

Brasília

terça-feira 25 de junho| Edição do dia

Os diferentes sistemas de saúde do mundo podem ser divididos basicamente, em três tipos: sistemas estatais planificados [como Cuba, a ex-URSS], sistemas “puros” de mercado, onde o paciente tem a atenção médica que seu dinheiro conseguir pagar e, finalmente, os sistemas mistos, como o NHS britânico ou o SUS no Brasil

Na palestra abaixo, seguida de discussão, tentou-se examinar, sinteticamente, as características, avanços e limites de cada um daqueles modelos, e a impotência de todo sistema montado na medicina privada, na assistência médica como mercadoria.

Este sistema puro e capitalista, mas também os mistos, têm todos fracassado historicamente, dessa forma, revelado a impotência do capitalismo em bancar um sistema público universal e gratuito.

Na palestra, foram problematizadas a história de sistemas mistos como o brasileiro, o chileno e o britânico assim como as lutas sociais por um sistema gratuito e estatal, e seus limites, quando entra em cena a burocracia sindical, lado a lado com políticas do tipo da chamada “unidade democrática”. Unidade com a burguesia, a mesma que irá detonar toda tentativa de um sistema efetivamente engajado com a atenção de qualidade para as grandes massas.

No marco de questões dessa natureza, foi realizada a palestra abaixo, com duração de aproximadamente uma hora, como parte de um projeto no Serviço Social da UnB, de debater Capitalismo e saúde [no marco do curso Capitalismo, saúde e sociedade] na Disciplina Capitalismo, Saúde e Sociedade [do PPGPS/IH/SER].

Ao todo, foram três palestras, tendo sido a primeira delas, sobre Capitalismo e saúde, seguida de outra, sobre Saúde como mercadoria e, na terceira, no dia 10/04/19, abaixo reproduzida, tivemos a discussão sobre Direito à saúde, lutas sociais e protagonismo da comunidade.

Para os interessados nesse debate histórico, sobre o potencial a e os impasses para a construção de um sistema estatal, público gratuito e universal de assistência médica e saúde pública, confiram no vídeo abaixo.




Tópicos relacionados

saúde pública   /    medicina social   /    medicina do capital   /    Sociedade

Comentários

Comentar