×

Greve DETRAN-RN | Direção do Detran-RN e Fátima Bezerra (PT) chantageiam servidores para suspensão da greve

Já fazem mais de 10 dias que os servidores do DETRAN-RN estão em greve, se enfrentando com ataques aos seus direitos por parte do Governo Fátima Bezerra (PT). Ontem receberam uma chantagem reacionária da diretoria do DETRAN, representante do governo estadual, que dizia negociar apenas com o fim da greve. Uma medida que viola o direito de greve, utilizada por governadores da direita como Dória. Chamamos ao conjunto da população, em especial aos sindicatos, entidades estudantis e organizações de esquerda, a uma ampla campanha de apoio à greve do DETRAN-RN.

terça-feira 14 de setembro | Edição do dia

A greve é pela reestrututação das carreiras, a reposição dos salários e a contratação de novos funcionários efetivos. Além disso, a insalubridade de diversos funcionários não é paga desde 2019, tendo atravessado uma pandemia sem recebe-lo. Esta foi uma conquista da última greve de 2019, assim como a reforma na sede que ainda não foi terminada e um novo concurso. Mas até hoje não tinham recebido qualquer resposta sobre as negociações com o governo, que tenta desgastar a mobilização.

Contudo, a direção do DETRAN emitiu um ofício ainda mais escandaloso que condiciona qualquer negociação a que a categoria volte ao trabalho! Afirmam que a greve foi premeditada, quando na realidade desde da última greve de 2019 que parte dessas reivindicações foram acordadas, como a contratação de servidores, sem nenhuma implementação por parte do governo.

Em meio à cada vez mais grave crise social, com inflação corroendo a renda das famílias, junto ao aumento da conta de luz, do gás de cozinha, somado a um desemprego cada vez maior, o governo do PT se nega a sequer negociar com os grevistas.

A crise social é de responsabilidade de Bolsonaro, Mourão, dos militares, mas também da direita neoliberal, do Centrão e dos governadores, são responsáveis por ele e pelos ataques contra nós. As manifestações do dia 12 de setembro, um fiasco dos bolsonaristas arrependidos, mostra que não é se unindo com a direita, mas combatendo ela junto a Bolsonaro, que é possível uma saída dos trabalhadores pra crise. O STF que aparece como herói da democracia, depois de ter sido parte da manipulação das eleições de 2018 que deram poder a Bolsonaro, é parte de aprovar uma série de ataques, agora pautando o mesmo Marco Temporal que Bolsonaro fala que é necessário para salvar o agronegócio.

Por isso que a greve do DETRAN-RN é um exemplo de luta dos trabalhadores, que fazem uma mobilização histórica da categoria. Mostra que o PT também governa para os capitalistas e por isso ataca os trabalhadores, e que tamanha intransigência não pode passar impune. Esse método de exigir o fim da greve para negociar foi feito pela MRV contra a greve vitoriosa dos 700 trabalhadores da construção da região de Campinas-SP, e também pelo governo Dória em São Paulo contra a greve de metroviários em defesa dos seus direitos. Na greve do DETRAN, já foram realizadas reuniões tanto com o governo do Estado quanto com a diretoria do DETRAN, onde foram feitas diversas promessas, enquanto anuncia concurso de 800 vagas pra polícia militar, uma instituição racista e que serve à defesa física da propriedade dos patrões, reprimindo as manifestações e greves.

Além disso, desde o início do governo Fátima a terceirização dentro avançou dentro do DETRAN, inclusive em atividades fins, que comprometem a qualidade do atendimento e abrem caminho para a privatização da autarquia. A terceirização é uma marca dos anos de governo federal do PT, em que a terceirização triplicou, e que no DETRAN abre caminho pra privatização e precariza o atendimento à população e as condições de trabalho. É necessário a defesa da efetivação das terceirizadas sem necessidade de concurso, para que elas tenham os mesmos direitos dos efetivos e possam se sindicalizar junto aos demais servidores!

ABSURDO: Trabalhador em greve do Detran-RN denuncia que o órgão público não tem CIPA

Frente a essa tentativa de desgaste da greve do DETRAN por parte do governo, é urgente buscar cercar de solidariedade a essa luta. Trata-se de uma luta do conjunto da população, pois se vence pode recuperar a confiança dos trabalhadores nas suas próprias forças. Por isso, é inaceitável que a CUT e a CTB, que dirigem a maior parte dos sindicatos do estado, sigam calados sobre essa greve, e não tomam nenhuma medida de solidariedade ativa.

Atuam de forma funcional à estratégia eleitoral de Lula e de Fátima, aliada com inimigos dos trabalhadores como os Alves, e realizar uma ampla campanha nos sindicatos de apoio a essa luta. Assim como UNE, também dirigida pelo PT e PCdoB, devem colocar as entidades estudantis em solidariedade a essa luta, como o DCE da UERN, dirigido pela Kizomba, da vereadora Brisa Bracchi (PT) que, assim como demais deputados, vereadores e senadores do PT, estão em silêncio sobre essa luta.

Chamamos ao conjunto da população a cercar de solidariedade a essa luta! Amanhã às 8h haverá um ato na Governadoria que irá reunir a categoria de Natal e dos interiores em uma importante demonstração de força com o governo. Chamamos a todas e todos que compareçam nesse ato, mas também que parlamentares da esquerda, como Robério Paulino do PSOL, se solidarizem e façam chamado de solidariedade à greve. O DCE da UFRN, dirigidos pelo PSOL, PCB E UP, que convoquem os estudantes da universidade a se somarem a uma campanha de apoio.

A CSP-Conlutas, que compõem parte da direção da categoria, vem levando apoio de dirigentes de sindicatos que dirigem no estado, como os bancários. É necessário chamar as bases das categorias para ampliar a solidariedade à greve e exigir dos sindicatos da CUT e CTB que façam uma campanha de solidariedade ativa a essa greve.

Nós do Esquerda Diário nos somamos todos os dias nos piquetes dessa greve convictos de que ela pode vencer, mas que é necessário romper o seu isolamento. Através da chapa Carcará, construída pela juventude Faísca e independentes, que concorre à direção do Centro Acadêmico de Ciências Sociais – Marielle Franco, da UFRN, buscamos chamar os estudantes a saberem e apoiarem essa luta. Nossa perspectiva é de que o movimento estudantil pode contribuir para que as burocracias dos sindicatos do PT e PCdoB rompam a sua paralisia, e construam um plano de luta que unifique as lutas em curso, como a greve do DETRAN-RN junto aos trabalhadores da Rede TV em Osasco, e a luta dos povos indígenas em Brasília, e o conjunto da população. Esse seria um caminho concreto para construção de uma greve geral que pare o país pelo Fora Bolsonaro, Mourão e militares, contra os ataques do STF e dos governadores, inclusive do PT.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias