Mundo Operário

CRISE NA SAÚDE

Diante de atrasos no pagamento, residentes entram em greve

sábado 8 de maio| Edição do dia

Após mobilização no dia 19/04/2021 e realização da Plenária no dia 03/05/2021, residentes da saúde convocam uma greve para que demandas, principalmente o pagamento das bolsas salários, sejam atendidas imediatamente.

Na última plenária dos residentes da saúde no dia 03/05 aprovaram a Greve Nacional a partir do dia 04/05, com indicação para que os diversos programas se organizem, votem e se integrem a greve, até que as problemáticas sejam resolvidas. Foi realizada uma Carta da Greve Nacional anunciando a deliberação.

A programação após a deliberação da greve, disponibilizada pelo Fórum de Residentes em Saúde, segue abaixo:

- Marcado dia 11/05 (terça) o dia de demonstração da luta com atos, ações virtuais e etc, mas que fique claro que não há impedimento para que haja outras ações nos demais dias.
- No dia 14/05 (sexta) haverá Plenária para reavaliação da greve. Será avaliado se as bolsas e bonificações foram recebidas, assim como as vacinas e etc. A partir disso, será decidido manter ou não a greve nacional.

Veja mas aqui: ABSURDO: Residentes de diversos programas pelo país seguem com bolsas em atraso

As reivindicações permanecem sendo para o pagamento imediato das bolsas-salário e bonificação de todos residentes que encontram-se atrasadas; pela vacinação imediata de todos residentes, junto aos colegas trabalhadores da saúde;
e pelo retorno da Comissão Nacional de Residências Multiprofissionais em Saúde, com a participação de representantes de trabalhadores residentes.

Desde o Esquerda Diário apoiamos esta luta e nos somamos a exigência do pagamento imediato das Bolsas Salários em atraso e para que as demandas dos trabalhadores da linha de frente contra a Covid na saúde sejam atendidas.

Denuncie a precarização do trabalho e os atrasos de bolsa! Mande seu relato para +55 11 97750-9596




Tópicos relacionados

Residentes   /    Crise na Saúde   /    Ministério da Saúde   /    Greve   /    Saúde   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar