Sociedade

DESASTRE DAS CHUVAS

Desastres com as chuvas deixam 1,6 mil pessoas fora de casa no Espírito Santo

A região sul do estado foi a mais atingida pela chuva da última sexta-feira (17), incluindo municípios como Iconha, Vargem Alta e Rio Novo do Sul. Segundo boletim da Defesa Civil Estadual já são 1.625 fora de casa e seis mortes foram confirmadas, sendo três em Iconha e três e Alfredo Alves.

terça-feira 21 de janeiro| Edição do dia

A região se encontra em estado de calamidade pública e o cenário de destruição está por toda parte. Em Iconha, cidade mais atingida pela chuva, o nível do rio subiu 5 metros e a água chegou ao segundo andar de imóveis. Várias casas foram destruídas e instituições públicas ficaram cheias de lama. Dias depois da chuva várias casas pelo centro de Iconha ainda estão interditadas com risco de desabamento.

Os próximos dias prometem chuvas a cima da média, com raios e fortes ventos. O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) alerta para mais chuvas no Espírito Santo com 60 municípios em estado de atenção.

Essa catástrofe acontece justamente nas regiões mais pobres do Estado onde o sofre com o descaso do governo que não investe em uma estruturação melhor para que esses casos não ocorra. Não só no Espírito Santo como em outros estados como em Minas Gerais os moradores de diversos bairros sofreram com os estragos da chuva.

É necessário justamente por não serem casos isolados ou repentinos, a implementação já de um plano de emergência e prevenção para que não sejam os trabalhadores e a população, que continuem pagando inclusive com a vida, por esses fenômenos previsíveis.




Tópicos relacionados

Alagamento   /    Espírito Santo   /    Sociedade

Comentários

Comentar