×

Negligência capitalista | Derramamento de Petróleo e mortes na costa do Peru depois de erupção de vulcão em Tonga

As autoridades peruanas estavam entre as poucas que não emitiram um alerta de tsunami devido à erupção do vulcão na ilha de Tonga no último sábado. Isso causou a morte de pelo menos duas pessoas e um derramamento de óleo nas praias de Bahía Blanca e Costa Azul, em Ventanilla.

segunda-feira 17 de janeiro | Edição do dia

Reprodução/La Izquierda Diario Argentina

As autoridades locais e a empresa apontaram para as "marés inusitadas" que ocorreram na tarde deste sábado(15) no mar do Peru após a erupção vulcânica perto da ilha de Tonga, no Oceano Pacífico, como as responsáveis ​​por gerar um derramamento de óleo no mar de Lima, no distrito costeiro de Ventanilla, informou neste domingo a Refinaria La Pampilla.

No entanto, desde a manhã de sábado se sabia que a violenta erupção vulcânica perto da ilha de Tonga era motivo para declarar um alerta para possíveis tsunamis. Isso não foi levado em consideração pelas autoridades ou pela petroleira, que continuou suas operações, e o que acabou no derramamento de óleo. Noutra região do país, pelo menos duas pessoas morreram na praia devido às fortes ondas porque não foi emitido um sinal de risco pelo Governo.

A empresa, que é operada pela Repsol, disse em comunicado que houve um "derramamento limitado devido à violência das ondas que ocorreram em plena descarga" de petróleo bruto.

Ele acrescentou que a maré alterou o processo de descarga do navio Mare Dorium para a refinaria, que "ativou imediatamente seus protocolos de segurança e suas brigadas controlaram o incidente". No entanto, já era tarde.

Segundo moradores da área, ouvidos pelo Canal N, o cheiro de óleo já era sentido desde a noite de sábado. Neste domingo, ao se aproximarem da praia, viram áreas pretas e até pássaros morrendo com o derramamento de óleo.

“Os pássaros não podiam voar. Deste lado de Ventanilla estão os ninhos de todos os pássaros “guano”. Eles mergulharam no mar, mas quando saíram não conseguiram", disse o entrevistado, acrescentando que alguns vizinhos começaram a sentir irritação nos olhos.

Por sua vez, o prefeito de Ventanilla, Pedro Spadaro, confirmou o derramamento de óleo e pediu às autoridades que determinem as causas do incidente.“Terrível derramamento de óleo no Mar de Ventanilla que ameaça nosso ecossistema. Da Prefeitura de Ventanilla vamos liderar o trabalho para ressarcir esse dano o mais rápido possível e instaurar as autoridades competentes a apurar as causas desse fato e estabelecer responsabilidades", escreveu em sua conta no Facebook.

O canal de televisão N, mostrou imagens de uma mancha de óleo no mar e em uma área de rochas na praia de Bahía Blanca, no norte de Lima.

O incidente, parte da negligência do Estado e das petroleiras, ocorre em meio ao debate que ocorre em outros países como a Argentina sobre a instalação de plataformas offshore para exploração sísmica, apesar das reclamações e da negação do comunidade, organizações locais, sociais e políticas que vêm negando este projeto patrocinado pelo governo nacional.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias