×

FAKE NEWS | Debora Diniz é vitima de fake news de apoiadores de Bolsonaro e recebe ameaças de morte

terça-feira 9 de fevereiro | Edição do dia

Foto: STF/Divulgação

Contas de apoiadores de Bolsonaro distorceram e tiraram de contexto uma publicação no Instagram da antropóloga, colunista do El País, e reconhecida por defender o direito das mulheres ao aborto legal, seguro e gratuito, Débora Diniz.

Na publicação, ela faz uma crítica à retórica de Bolsonaro, que cria inimigos e alimenta o pavor na população, e se usa de um suposto combate à pedofilia para isso, em nome de sua política de armamento.

Sua postagem dizia: “A pauta prioritária de Bolsonaro no Congresso Nacional tem de arma em casa e na rua para mais gente; crianças em ensino domiciliar; perseguição a pedófilos; vantagens para agronegócios até perseguição aos povos indígenas”. Logo em seguida, Diniz afirma que “a perversidade parece complexa, mas não é. Segue a mesma lógica paranoica do patriarca que amplifica o medo para justificar a truculência. Por isso armas e pedófilos estão na mesma agenda: o patriarca espalha o pânico para justificar seu abuso de poder. Inclusive de ser ele mesmo um violentador sexual de crianças ou mulheres”.

Contas de apoiadores de Bolsonaro retiraram o trecho em que ela lista a agenda de Bolsonaro, como se Débora Diniz fosse "a favor de pedófilos", e passaram a atacá-la. Debora Diniz chegou a receber ameaças de morte por apoiadores do presidente.

A fake news foi reforçada pela chamada de uma matéria da Gazeta do Povo, compartilhada por Bolsonaro, que dizia: “Débora Diniz acusa Bolsonaro de ‘perseguição a pedófilos”.

Diniz foi ameaçada de morte (“vou dar um tiro na sua cabeça”, “cuidado na esquina, vou matar você, sei aonde você mora”) e foi alvo de todo tipo de xingamento.

Assim, Bolsonaro opera sua base para atacar qualquer tipo de crítica a sua agenda de ataques, sejam os econômicos, defendidos também por aqueles que se dizem opositores do presidente, sejam seus ataques com a agenda de costumes, avançando com medidas contra mulheres, negros e LGBTs.

Nós do Esquerda Diário repudiamos as ameaças e prestamos nossa solidariedade a Debora Diniz.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias