Sociedade

PANDEMIA EM SP

Dados indicam que estado de São Paulo tem transmissão acelerada em 15 regiões

Após eleição, mídia divulga que estado de São Paulo tem transmissão acelerada em 15 de 22 regiões.

terça-feira 1º de dezembro de 2020| Edição do dia

Imagem: Gazeta do Povo

João Doria (PSDB) anunciou ontem que todo o Estado de SP volta para a fase amarela nas medidas de contenção contra o novo coronavírus, um dia após as eleições municipais. O número de casos e hospitalizações pela covid cresceram desde o início do mês em diferentes regiões do estado, com alta significativa no interior.

Segundo o SP Covid-19 Info Tracker, pelo menos 15 de 22 regiões do Estado apresentam taxa de transmissão (Rt) acima de 1,0. Na prática, isso significa que o vírus está com propagação acelerada. A piora significativa nos indicadores – entre eles, novos diagnósticos, casos suspeitos e internações – já era percebida na Grande São Paulo e na Baixada Santista no início de novembro, segundo pesquisadores. Pela ferramenta, porém, Campinas, Sorocaba e Taubaté passaram a fazer parte do grupo com a situação mais delicada, após os casos ativos da doença subirem mais de 50% em comparação ao início do mês.

"O novo aumento deixou de ser exclusividade de Grande São Paulo e Baixada, passou a respingar nas cidades adjacentes e começa a ganhar forma no interior na última semana”, diz Wallace Casaca, professor da Unesp e coordenador da ferramenta.

Nessas regiões, o nível de transmissão também estaria descontrolado, bem acima do limiar de 1. Em Campinas, o Rt é de 1,74. Já em Sorocaba e Taubaté estaria ainda pior – de 1,77 e 1,80. Dados do governo mostram, ainda, que a ocupação de leitos de UTI subiu para 44,5% em Campinas e 63% em Sorocaba, cidade que já registra hospitais lotados. Em Taubaté, o indicador está em 40%. De forma geral, o Estado apresenta menos da metade das vagas intensivas disponíveis (48%).

Ribeirão Preto (Rt 1,96), São José do Rio Preto (1,91) e Presidente Prudente (1,87) também estão com elevada taxa de transmissão. Na capital a taxa está em 1,53. “Se continuar assim, a população terá um dezembro muito duro”, diz Casaca. “Como o vírus se dissemina muito rápido, a situação de uma cidade pode estar ok hoje e amanhã, não.”

Com um aumento de 12% nas mortes e 7% nas internações, o golpista Doria anunciou somente ontem que o Estado vai regredir para a fase amarela. Comércios, bares, restaurantes, academias e eventos culturais devem diminuir a capacidade para, no máximo, 40%. O funcionamento também fica restrito a 10 horas por dia, com os serviços encerrando às 22 horas.

Doria quer se diferenciar do negacionista Bolsonaro mas em em nada altera sua política de salvar os lucros dos seus amigos empresários. Com a nova alta de internações é preciso colocar a produção à serviço de salvar vidas! Reconversão do sistema produtivo para fabricação de leitos de UTI, equipamentos médicos, respiradores e ventiladores. Por uma testagem massiva da população para sabermos racionalmente em quais localidades o vírus está se propagando e poder isolar as pessoas contaminadas. Por um SUS 100% estatal, controlado e gerido pelos trabalhadores da saúde. Tudo isso seria completamente possível e viável se o dinheiro que hoje vai para o bolso de um punhado de banqueiros através do pagamento da dívida pública, fosse para melhorias na saúde. Por isso defendemos o não pagamento da dívida pública que é ilegal, ilegítima e fraudulenta.




Tópicos relacionados

Negacionismo   /    pandemia   /    João Doria   /    Sociedade

Comentários

Comentar