×

Corrupção nas vacinas | Conselho de Ética da Câmara dos Deputados arquiva processo contra Ricardo Barros

O Conselho de Ética da Câmara decidiu nesta terça-feira (23), por 13 votos a 6, arquivar um procedimento disciplinar sobre supostas condutas do líder governista Ricardo Barros (PP-PR).

terça-feira 23 de novembro | Edição do dia

Foto: DIDA SAMPAIO/ESTADÃO CONTEÚDO

A representação protocolada pelo PSOL tem como base uma afirmação do deputado Luis Miranda (DEM-DF) dada à CPI da Covid em 25 de junho deste ano.

Segundo Miranda, ele e o irmão levaram a Bolsonaro denúncia de supostas irregularidades envolvendo as negociações para compra da vacina Covaxin. Ao ouvir essas denúncias, Bolsonaro teria citado o nome de Ricardo Barros como um provável envolvido no tema.

Pode te interessar: STF golpista tenta poupar Bolsonaro e prorroga prazo de inquérito no caso Covaxin

O PSOL se baseou nesse depoimento para acusar Ricardo Barros de ter quebrado o decoro parlamentar – e defender que fosse declarada a perda do mandato.

Veja também: Ouvido na CPI, Ricardo Barros teve aumento de R$ 4 milhões em patrimônio quando foi ministro

No relatório final da CPI, aprovado em outubro, a comissão decidiu pedir o indiciamento do deputado.

Veja mais: Dono da Precisa nega articulação com Barros e mantém silêncio em respostas no depoimento




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias