Economia

DEMISSÕES

Com lucros crescentes, Itaú demite trabalhadores durante a pandemia

O banco Itaú demitiu dezenas de trabalhadores neste mês de setembro. De acordo com um dos sindicatos de bancários, somente na área de Veículos foram 130 demissões, no entanto, demissões ocorreram também em outros setores e agências. Por isso, na tarde de hoje (23/09) está ocorrendo uma campanha de denúncia dessas demissões nas redes sociais através da hashtag #ItaúNãoDemitaMeusPais.

quarta-feira 23 de setembro| Edição do dia

Foto: Itaci Batista/ Agência Estado

No ano passado o Itaú lançou um Plano de Demissão Voluntária (PDV) prevendo a demissão de, no mínimo, 2,3 mil funcionários. No início do ano o banco anunciou que iria suspender as demissões durante a pandemia, porém, conforme noticiado, não é o que está ocorrendo.

Ao mesmo tempo em que as demissões foram anunciadas, o Itaú chegou a lucros recordes no ano passado. Já neste ano, seu lucro aumentou em 7,5% do primeiro para o segundo trimestre, alcançando a cifra de cerca de 8 bilhões nos 6 primeiros meses de pandemia. Apesar da pandemia, da crise econômica e do desemprego crescente que afetam a população, os lucros desse banco cresceram. Enquanto isso as demissões dos trabalhadores bancários seguem.

Pode te interessar:

Ações de bancos sobem com ataques aos trabalhadores

A demagogia dos bancos, resguardados pelos governos, enquanto os trabalhadores pagam a crise




Tópicos relacionados

Itaú   /    Bancos   /    Demissões   /    Economia

Comentários

Comentar